Vai Para As Ilhas

CABO VERDE, acaso da Natureza, ou ideia de um Ser Superior !

Na criação ou aparecimento do nosso planeta Terra, passado algum tempo, houve uma tremenda esplusão, dando origem a um grupo de ilhas, a que mais tarde, vieram a receber o nome das Ihas de Cabo Verde. Seja como for, essas pequeninas ilhas, quase insignificantes aparentemente nas suas origens, estavam destinadas a crescerem, e hoje, depois de muitos séculos após seus descobrimentos, estão sendo conhecidas cada vez mais e, servindo de exémplo de como pacificamente, sobreviver, viver, e conviver.

Cabo Verde tem 10 ilhas, 6 no Barlavento e 4 no Sotavento; tambem tem 4 ilheus ou ilhotas, Branco e Raso no Barlavento, Rei e Rombo no Sotavento.

Descobertas oficialmente em 1460 e colonizadas pelos portugueses não quer dizer, que antes não foram vistas ou visitadas por outras almas vivas que navegaram nessas longinquas paragens de aguas mornas.

O início ou colonização de Cabo Verde, foi um dos periodos mais tristes, duros e amargos da sua história. Vieram colonos de Portugal, e possivelmente de outras partes do mundo, que misturarão com os nativos africanos, originando assim um povo chamado Caboverdianos. Durante essa etapa, houve tremendo sofrimentos, os nativos praticamente não gozavam de nenhuma liberdade, eram tratados como selvagens apesar de serem filhos da terra, e naturalmente iguais aos colonizadores, mas diferentes na aparencia ou na maneira de pensar. A lei que reinava na altura, era a lei do mais forte, ou escravatura, era como uma “super ditadura”! Lembrando o passado

São Tiago foi o berço dos caboverdianos, foi a primeira Ilha a experimentar na alma o duro processo da colonização; depois foi a ilha do Fogo, seguindo as retantes ilhas. Durante todo esse periodo, e antes da desejada independencia nacional, houve tremendas fomes em diferentes periodos, matando dezenas e dezenas de milhares de pessoas, deixando muitas outras com efeitos colaterais marcadas para o resto da vida. Para tornar a situação ainda pior, nao havia praticamente liberdade, mas mesmo assim, o Caboverdiano aguentou as vicissitudes da vida, tornando situações tremendamente adversas para, positivamente, pensando como conseguir a libertação das garras da injustiça humana e assim, conseguir a emancipação total.

Cabo Verde está na costa ocidental da Africa, e a poucos kilometros do “main land” tinha, e tem, uma situação geográfica etrategica preveligiada, servindo como de um porto seguro ou uma plataforma entre os continentes da Europa e das Americas do Norte e Sul. Foi essa posição geo-estrategica, que por bem ou por mal, mais influenciou o estabelicimento do "projecto" Cabo Verde, que foi usado como um trampolin no sujo negocio da escravização e do comércio em geral, praticados pelos europeus e outras nacionalidades de então.

Mapa de Africa mostrando Cabo Verde Não obstante todos esses sofrimentos e a injustiça praticada nesse priodo de nascenca, ou da colonização, forjou se um povo com uma identidade propria, com uma rica cultura, crescendo paulatinamente, diversificando e englobando outros costumes, acompanhando a transformacao, modernizacao, e sem contudo esquecer a base, e compreendendo que com concordia, preserveranca, inteligencia, pode se chegar patamares do progresso, sempre cuidando e reconhecendo, que a liberdade tem um preco, e para estar vivendo dentro dessa liberdade, ha que trabalhar, preservar, reconhecendo sempre que podemos ser diferentes, sem contudo menosdespresar positivos esforços ou ideias democraticas.

O povo Caboverdiano, naturalmente sempre aspirou para o dia da emancipação ou autodeterminação, procurou duma maneira ou outra, e por fim, tornou se um país independente em 5 de Julho de 1975, depois de 19 anos da criação do PAIGC em 1956, por Almicar Cabral e outros lutadores da liberdade.

Em 1991, foram realizadas as primeiras eleições pluripartidarias, dando nascimento a uma democracia pluralista que está funcionando dentro das normas democraticas e sendo cada vez mais apreciada em todo mundo.

Gentes celebrando livremente festa de Nho San Filipe na ilha do Fogo Cabo Verde de agora é um Cabo Verde de esperança, o Caboverdiano está cada vez mais consciente da sua posição no contesto universal entre as nações, e deve ter sempre consciencia do posicionamento geoestrategico que ocupa, devendo sempre procurar manter um equelibrio nas relações internacionais, sem comprometer valores democraticos alcançados. Para isso, há que ter uma politica sempre com cariz humana, apostando cada vez mais na educação, no desenvolvimento socio-economico, saber como aproveitar mais os recursos humanos, estabelecer mais pontes entre a diáspora e as ilhas, e ter sempre certeza, que com uma boa união e trabalho, poderemos participar, contribuir e influenciar de maneira positiva, o relacionamento e desenvolvimento das comunidades nacionais e internacionais.
Quinquim – 6/3/07


VIAJAR PELAS ILHAS DE CABO VERDE

O intuito desse site é apresentar informação sobre cada uma das belas Ilhas de Cabo Verde, possibilitando uma viagem virtual, falar um pouco da sua gente, mostrar algumas imagens, e sobretudo procurando difundi-las cada vez mais.

Ilha do Fogo

Ilha do Maio

Ilha da Brava


Santo Antão

Boa Vista

Ilha do Sal


São Nicolau

São Tiago

São Vicente


Santa Luzia

Bandeira Cabo Verde

Mapa Cabo Verde



Alguns Lugares de Interesse em Cabo Verde
Site Oficial do GovernoComissao Nacional de Eleicoes
Estatistica de Cabo VerdePolicia Nacional de Cabo Verde
Banco de Cabo Verde DIASPORA


CaboVerdeonLine   CaboVerde24   CaboVerdeViagem   Cabo Verde na Internete   ECaboVerde   CaboVerde Web Cameras ao Vivo
Inicio-Home
Quinquim. Verão 2007, Randolph, usa