ILHA DO MAIO - CABO VERDE

B E N V I N D O!

A Ilha do Maio fica situado mais ou menos a 23 kms da capital de Cabo Verde, ou seja a cidade da Praia; apesar dessa curta distancia, essa ilha, ainda não despertou ou não foi contemplado para enveredar no caminho dum desenvolvimento mais ou menos sustentado. Apesar de ser uma ilha naturalmente bela e histórica as condições económicas ainda estão a baixo do nivel desejado.

A ilha do Maio tem uma area de 265 km2, com uma população de cerca de 7000 habitantes, pertence às ilhas do grupo Sotavento e tem as seguintes cooredenadas: Latitude 15 06' N e 15 20' N Longitude 23 05' W e 23 14' W.
O ponto mais alto chama se Monte Penoso e tem uma elevação máxima de 436 m. Vila do Porto Ingles ou Vila do Maio é o maior centro urbano da ilha.

Segundo reza a história, em 1642 ja contava com algumas almas vivas talvéz alguns pessoas que dedicavam a pastagem de animais e outros afazeres. Dizem que foi descoberta em 1460, mas há uma outra versão que diz nos anos de 1446 foi visitada pelos navegadores chamados Antonio da Nola, Vicente de Lagos e Luis de Cadamosto. Seja como for, a ilha do Maio, é uma das mais belas e pobres das ilhas de Cabo Verde, com promissoras boas condições turisticas naturais, nao se compreende porque ela continua ainda quase dormindo o sono colonial, esperando pacientemente por um desenvolvimento, que poderá mlhorar o nível de vida dos Maienses e engrandecer mais a nação Caboverdiana.

No princípio da sua descoberta, ela foi muito cobiçada pelos colonizadores e traficantes por sua enorme produção natural de sal, que nos tempos de então era considerada muito lucrativa, mas infelizmente pouco beneficiou as suas gentes e a ilha.

Maio sempre teve influencias de outras nacionalidades, como os Ingleses, Americanos, etc e naturalmente os Portugueses; por exemplo, a Vila do Maio era antigamente chamado Porto Ingles.

Da diáspora, os Maienses contribuiem e participem grandemente para a melhoria da ilha, enviando remessas monetárias ou víveres / mercadorias para o sustentamento economico da população e da ilha.
A seguir algumas imagens ou fotos desta bela e promissora ilha, mostrando suas gentes, suas paisagens e perspectivas dum próximo e risonho futuro.


Vista duma bela e antiga igrejaVista parcial de uma das mais belas e antigas igrejas da ilha e nao só. A visão dessa imagem reflecte a fé dos Maienses, sonhando sempre, que um dia as perspectivas de uma vida mais afolgada seja uma realidade palpavel, assim satisfazendo os desejos de todos.
A fé é uma das facauldades do Cabovediano. Desde o início da povoação de Cabo Verde a fé ou a esperança tem sido o mó bil da preserverança e da concordia, a despeito de grandes dificuldades naturais e humanas, o povo das Ilhas, e neste caso as pessoas da ilha do Maio, continuam esperançadas num amanhã de prosperidades, onde a vida poderá ser, em vez de incertezas mas de certezas.



Gentes e Botes de Pescar ou PassearBotes ou canoas descansando nas sagradas e belas praias da ilha do Maio, como que esperando a hora ou momento, para serem ocupados para mais uma faina pesqueira ou lazer, onde o ganha pao arriscando a vida para o sustento da familia, sem ter a certeza do que vai trazer, mas sempre esperançado num dia melhor.
Botes construidas com suor e sacrificios, botes a remos, rudimentares, mas mesmo assim tripulados com coragem e inteligencia enfrentando o mar, ora de calma, ora de momentos difíceis que as vezes leva a um porto longe da terra mae, ou talvéz a um caminho de não retorno.
Urge a Comunidade e ao Governo unir recursos para que a vida dos marinheiros dessa ilha seja mais condigna, com uma incentivação apropriada, fazendo uso de technologia moderna que podera resultar benéfica à ilha, as pessoas e a toda comunidade.



Meninos numa sala de aulaA foto mostra crianças numa sala de aula na ilha do Maio
A educação é a chave do progesso, mas há que ter em conta o critério ou meétodo a seguir. Uma boa educação começa desde o inicio, talvez desde a gestéo. Preparando logo de início a criança, está se fazendo uma programação apropriada para um desenvolvimento sócio cultural que ela poderá aguentar as influencias nocivas da juventude, que em muitos casos leva a um desfecho pouco satisfatório ou produtivo.
Investir nesse tema, é como garantir a continuidade da nossa cultura, preservando a nossa maneira de ser, mas equipando apropriadamente para seguir o caminho do progresso, que a todos vai beneficiar duma maneira ou outra.
Portando nunca ée demais realçar que, devemos ou temos obrigação de estruturar a nós mesmos, para que as nossas crianças tenham uma boa e consciente educação de acordo com as nosssas necessidades e de toda comunidade.



Homens e AnimaisA foto mostra uma bela imagem entre a Natureza, Homem e Animal
Tradicionalmente uma boa parte da Ilha do Maio tem servido como habitat para criação de gados. Houve periodo da sua história que a criação de animais era considerado muito lucrativiva para os exploradores ou colonizadores, que abesteciam e comercializavam esses produtos tais como carnes, peles, e outros derivados que na eépoca eram indespensaveis.
Na actualidade, ainda pode se ver algumas criações de gados, mas infelizmente, os donos ou criadores poucos incentivados de como tirar proveito desssa industria, que poderá ser rentavel considerando as necessidades do mercado interno ou externo ainda continuam num status-quo, e esperando sempre para melhor.
A produção de carne, leite, ou produtos laticinios e derivados, quando bem estruturados e comercializados podem significativelmente melhorar o nível económico de vida do individuo ou da comunidade. Deve se considerar de como incentivar e reactivar lucrativamente esse business ou negocio com metodos modernos hoje existentes, e desponível na maioria dos países.


Gentes e CasasA foto ao lado mostra casas com aparencia multicolor, vivendas que foram construidas no passado e que o factor tempo exige recupração. Casas vazias ou abadonadas por algum motivo, mas que continuam esperando por alguem que o tempo e a distancia o levou para outras paragens.
O direito a um lar ou a um lugar digno de viver, é um direito universal incontestavavel do direito do homem.
Numa sociedade pluralista esse direito, deve ser salvaguardado protegendo as pessoas carenciadas, e fazendo com que seja implementado as condições satisfatorias para que o mínimo seja assegurado para cada pessoa ou família tenha um teto sobre a cabeça.


Quinquim. Verão 2007, Randolph, usa
Inicio-Home