Use this area to briefly explain the purpose of your web site.

Personal web sites contain information about you, your family, your life, your
organization, and images or photos.

You may choose to tell your visitors about the most recent news or developments
in your life.

Highlight important events; places you have visited; and future plans, or talk about
hobbies, sports, interests, or a notable person or celebrity.

You could also include a section of links to your favorite web sites, or your own
business web site.
Your name:
Your email address:
Your phone number:
Comments:
                
Descoberta 'cura' para o HIV / SIDA?



O controlo do vírus da SIDA continua a iludir os especialistas
Médicos na Alemanha dizem ter feito o que parece ter sido  uma
importante descoberta no tratamento da SIDA
de um  paciente ter sido aparentemente curado desta  doença com um
ransplante da medula espinal.
A medula transplantada pertencia a um dador que tinha uma rara resistência genética ao
HIV.
O recipiente, um cidadão norte-americano que vive na capital alemã recebeu o transplante
no Hospital Charité, de Berlim, há dois anos. Para além de estar infectado com HIV ele
também sofria de leucemia.
Os médicos que efectuaram a operação dizem que há 20 meses que o paciente não
mostra quaisquer sinais das duas doenças.
Fizemos testes muito detalhados antes de concluirmos que o vírus não estava presente


Professor Thomas Schneider
Numa conferência de imprensa em Berlim, o Professor Thomas Schneider, que fez parte
da equipa médica que fez o transplante da medula espinal, explicou porque razão havia
certezas em relação ao seu sucesso.
"Para além de examinar o sangue do paciente também examinámos outras partes do seu
corpo que tinham sido afectadas pelo vírus - por exemplo o sistema nervoso central e o
aparelho gastro-intestinal. Fizemos testes muito detalhados antes de concluirmos que o
vírus não estava presente."
Células estaminais
As células estaminais que foram injectadas no paciente na forma de medula espinal
vieram de um dador com uma rara imunidade natural ao HIV.
A Doutora Anja Potthoff, que trabalha na Universidade Ruhr, na Alemanha, diz que há
também um elemento de risco associado aos transplantes de medula espinal.
Esta cirurgia tem um risco muito elevado; durante a operação cerca de 30% dos pacientes
podem morrer


Doutora Anja Potthoff
Os pacientes ficam, em geral, com um sistema imunológico vulnerável nas primeiras
fases do tratamento.
"Esta cirurgia tem um risco muito elevado; durante a operação cerca de 30% dos
pacientes podem morrer. Não se pode dizer que esta terapia pode ser aplicada a todos os
pacientes."
Destacados investigadores da SIDA de todo o mundo disseram que eram necessários
mais testes para provar que o paciente operado em Berlim estava realmente livre da
doença.
De qualquer das formas, o que terá sido conseguido na Alemanha não é prova de uma
cura potencial para o HIV/SIDA.
A mutação genética que oferece protecção do HIV é conhecida desde finais dos anos 90.
O ideal seria publicar os resultados para que pudessem ser avaliados por especialistas
independentes.
Terapia genética
Contudo, a importante descoberta feita na Alemanha sugere que a terapia genética,
enquanto método para se combater a SIDA, não deve ser totalmente posta de lado.
A principal conselheira científica da ONUSIDA, a Doutora Catherine Hankins, diz mesmo
que esta terapia poderá ajudar no desenvolvimento de uma vacina contra a SIDA.
"Penso que devemos analisar isto muito detalhadamente. É possível que isto seja de
interesse do ponto de vista da terapia genética, mas também poderá ser interessante do
ponto de vista da produção de uma vacina.
É possível que isto seja de interesse do ponto de vista da terapia genética, mas também
poderá ser interessante do ponto de vista da produção de uma vacina


Doutora Catherine Hankins
"Não temos um único caso no mundo de uma pessoa que tenha conseguido curar-se do
HIV. Por essa razão temos muitas dificuldades quando se trata de determinar com
exactidão a resposta imunológica necessária para se ser capaz de combater esta
doença."
Não foi a primeira vez que se fizeram transplantes de medula espinal para se tentar tratar
o HIV/SIDA.
Em 1999, um artigo no jornal médico Medical Hypotheses passou em revista os
resultados de 32 tentativas feitas entre 1982 e 1996 - todas elas, aparentemente, sem
sucesso.
Mas, ainda que o paciente de Berlim tenha sido tratado com   sucesso, e ainda que esse
tratamento possa ser repetido noutros pacientes, um transplante de medula espinal não é
barato.
Por essa razão, a importante descoberta feita na Alemanha não é uma opção para a
maioria das pessoas infectadas com HIV e que vivem na África sub-Sahariana.
Fonte: BBC   
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Cerca de 22 milhões de pessoas já morreram de S.I.D.A.

  • 42 milhões  de pessoas estão vivendo com S.I.D.A.  e 74% dessas
    pessoas vivem na  África Sub-Sahareana.

  • Cerca de 19 milhões de mulheres estão infectadas com S.I.D.A.

  • Até os anos 2010, cinco países (Etiópia, Nigéria, China, India, e
    Rússia) com 40% da população mundial vão acrescentar 50 a 75
    milhões de pessoas infectadas à quantidade mundial da doença
    H.I.V. ou S.I.D.A.

  • Por dia há 14.000 novas pessoas infectadas (95% nos países em
    via de desenvolvimento) S.I.D.A. é uma “doença de pessoas
    jovens” com   a metade de 5 milhoes de infecções cada ano
    ocorrendo entre as pessoas de 15 a 24 anos de idade.

  • As Nações Unidas calcula que , correntemente há 14 milhões de
    crianças orfãos com S.I.D.A. e até 2010 haverá 25 milhões.

  • Dados fornecidos pela:Until There’s A Cure Foundation   
NOSSA SAUDE
Teste rapido de  HIV AIDS
© www.topicos123.com - Produzido por um grupo de amigos - Envia sua opinião para recado123@hotmail.com ou santacatarinafogo@hotmail.com