COMUNIDADE É A FORÇA DA SOCIEDADE
COMMUNITY IS THE STRENGTH OF SOCIETY
           Profile de um Jovem da Comunidade
                     
Christopher Fontes Veiga

É promissor saber que muitos dos jovens da nossa comunidade  estão
contribuindo  positivamente para varolização da sociedade  que vivemos.

A despeito de muitas diversidades  e dificuldades a longo do  caminho da
juventude,      muitos  dos nossos jovens  estão ponderando  a situação que a nossa
comunidade se  encontra,  lutando contra os males da sociedade  onde muitos estão
desviar ou desanimr de encontrar um caminho que leva a concórdia e ao sucesso.

Sabemos,  como dizem,  que para educar uma criança, é preciso todo o apoio
duma        vizinhança, duma maneira ou outra, quer isto dizer que todos nós,
devemos procurar     incentivar  e cuidar da criança que amanhã  vai ser o pilar da
comunidade.

Estamos atravessando um periodo de muitas turbulências onde muitos procuram
refúgios ou soluções fáceis nos elementos negativos, como maus estupefacientes
que alteram profundamente a capacidade mental ou a personalidade,  dando uma
fácil e fictícia solução e um sonho iluzório que só leva a um caminho turvo e de
muitas dificuldades.

Christopher F. Veiga,  nasceu em Boston, Massachusetts,  tem  20 anos de idade,
filho de pais  Caboverdianos,  Manuel Veiga e Maria Veiga,  fala fluentemente  kriolo
de Cabo  Verde a lingua dos pais,  e gosta da comida de Cabo Verde.

Chris como é conhecido pela familia e amigos,  aos 5 anos de idade frequentou o
Tower Hill School  pré-primaria em Randolph, Massachusetts.  De lá foi para o Lyon
School,  iniciando a primeira classe durante 4 anos.

Aos nove anos de idade,  foi para Escola  Elementária Martin Young School  e Middle
School em Randolph Massachusetts por 3 anos.

Iniciou o Liceu em Randolph High School,  por quarto anos, onde participou
activamente nas competições desportivas, como  fotebol,  basebol,  e basketbol.  
Chris gosta muito do  desporto, aos 5 anos de idade já tomava lições de Karaté.

Concluido com honra o liceu em Randolph,  Massachusetts,  este promissor jovem  
entrou em 2006   no  Colegio Stonehill,  em Easton,  Massachusetts,  para um
programa de quatro anos no campo da economia  que irá completar no proximo ano.

Durante sua estadia nesta prestigiosa instituição escolar,  Chris participou em
diversos programas de diversidades culturais para estudantes, como desporto e
outras éxtra curriculares actividades.

No ano de  1995  ele viajou para Portugal onde parou alguns dias  e depois foi para a
terra
dos seus pais ou seja, Cabo Verde, e lá descobriu melhor a sua Caboverdianidade,  
convivendo com a familia, amigos e a comunidade em geral, vistitando lugares de
interesse
e estabelecendo amizades que perdura para a vida.

Em 2007 e 2008,  Chris viajou de férias para New York e Canada onde descubriu
outros
custumes e conhecimentos.

Hoje dia 11 de Janeiro de 2009,  Christopher F.  Veiga, vai partir para Londres,
Inglaterra,  onde vai participar num
programa de Troca de Estudantes,  na Universidade de Arcadia,  em Londres para
um periodo de 4 meses de
onde vai voltar para Boston, USA, a fim de começar seu internamento em Price
Water House,  em Boston para seu
curso na área da Economia.

Topicos123,  deseja ao Chris uma boa viagem,  e óptima estadia em Londres e um
breve regresso.

Quinquim
Jan 11, 2009
                   Profile de uma Jovem da Comunidade
                                Sarah Hermana Veiga

Sempre  é agradável ver os jovens  a sobressair positivamente  na sociedade trazendo
algo que engradece  a comunidade  elevando consequentemente as nossas esperanças  
para um futuro  com mias harmonia e seguranca onde a concordia e o respeito  sejam
parámetros  ou exémplos para seguir.
Sarah Hermana Veiga,  uma jovem da comunidade retrata bem a filosofia do
querer  e a preserverança de ir  mais além na vida.   Talvés desde a sua  nascença ela já
estava com o blue print ou programada para superar  adversidades.

Filha de pais Cabo-verdianos,  nascida precocemente num hospital de Boston
Massachusetts    com cerca de três meses de avanço, pode se dizer que não queria
esperar mais tempo para vir ao mundo e dar a sua contribuição.
Durante os primeiros três anos de vida, ou seja antes de começar o kindergarten e pré-
primaria,  passou por muitas dificulades  de saúde, mas a despeito de tudo, mesmo assim
frequentou o Howard Pre School  e Brookfield  Kindegarten,  em Brockton,  
Massachusetts;  de lá Sarah  foi para o Downey Elementary School,  também em Brockton,  
depois foi para o Roger Williams Middle School em Rockland Massachusetts, e por fim  
ingressou no Rockland High Schoo,l onde completou  com honra o ciclo preparatorio ou o
decimo segundo ano.

Foi aceitado no Northeastern University em Boston, Massachusetts, onde depois de
algum tempo  conseguiu o seu grau de Bacheralato, em ReabIlitation Sciences ou
Ciencias de Reabilitação.

Durante parte do periodo do ano de  2006,  Sarah teve  opurtunidade de visitar Cabo
Verde,  país que sempre sonhou visitar,   foi num programa Universitário   e uma vez em
Cabo Verde ela    viveu  e conviveu a cultura Caboverdiana,  pondo assim  a prova o seu
kriolo que alias, não teve nehuma dificuldade em    assimilar nas Ilhas  de Santiago e  
Fogo.

Durante a sua estadia lá ela visitou lugares históricos da nossa edentidade cultural
fortalecendo ainda mais a sua raiz, intercalando amizades e aprendizagens que vão
perdurar para toda vida.
De regreso aos USA,   foil lhe diregida uma pergunta: Cumo bu passa na   Cabo Verde?....  
e a resposta foi:  “Ngosta muto , nca sabia se era sabe  sim” .

Na Primavera de 2009,  depois de completar com sucesso  o curso de Doutoramento, na
Universidade de Northestern, em Boston,   recebeu o seu desejado  diploma de Doutor
de Fisica  Terapia numa cerimonia realizada nas instalações da mesma Universidade  
perante  um grande público  e outros graduados da mesma instituição de ensino,  
rodeada   dos pais,  irmãs avôs  e    tias.

Sarah promoteu  dar o melhor de si mesmo  para contribuir para a comunidade que ela
pretence.

Nota:
Presentemente, Sarah Veiga,  está trabalhando no Bay State  Physical Terapy em Brockton
e Norwell, em Massachusetts, desempenhando a função escolhida.
A equipa do
www.topicos123.com deseja Sarah Veiga sucessos na sua carreira e que
continua sempre elevando a comunidade e refinando cada vez mais o seu kriolo .     
 
     Profile de uma Jovem da Comunidade
               Veronica Gomes
A DAUGHTER’S LOVE FOR THE PARENTS
It is always good to know or to see young people care for themselves,  for the family  and the community.
When this happens   the society benefits and there will be peace and love for all.

The following is a sample of wishes that Veronica Gomes  has for the future and the love she has for her
family.  Without love life itself would be harder and empty for us all.  Keep it up Veronica you are the best!

My name is Veronica Gomes . I am a sophomore at Pine Manor College in Chestnut Hill Massachusetts
which is in the Boston area. My major is Criminal Justice because I am studying to become a lawyer.  

My name is Veronica Gomes . I am a sophomore at Pine Manor College in Chestnut Hill Massachusetts
which is in the Boston area. My major is Criminal Justice because I am studying to become a lawyer. My
mother Milena Silva who was born and raised in Fogo. She's a hard worker and the world's best mom !
My father is Mario M Gomes and was also born and raised in Fogo. He was a licensed electrician and
loved to read books and learn new things. He traveled a lot and lived his life to the very last day. He
loved helping people in any way possible. Tito paris was his favorite artist. Although he passed away,
Mario , my father also know as tchitchi will always be remembered !
Veronica Gomes
June 28, 2010
            PROFILE  DE UM JOVEM DA COMUNIDADE

Em qualquer sociedade ou comunidade  os jovens  e as crianças são a esperança da continuação do futuro.
Durante algumas décadas a comunidade cabo-verdiana nos USA  principalmente da Nova Inglaterra,  tem
estado a braços com o fenómeno da violência  que está  prejudicando de alguma maneira a nossa imagem  
e indentidade na terra do Tio Sam.

Muito tem se feito pela comunidade - e também pelas   autoridades -  mas mais precisa se ser feito para que
as nossas crianças e os jovens  tenham um ambiente  propício   para desenvolver,  contribuir  e engradecer  
mais a nossa cultura e a nossa imagem ou identidade.

Os cabo-verdiano/as tem dado ou estão participando,  desde muito tempo no progresso desta grande nação  
em diferentes  areas  como a  saude, a  educação,  o negócio,  a arte, o desporto, politica etc.
A família e a comunidade tem um papel preponderante na formação dos jovens,  esta obrigação deve ser
conjugada com valores e exémplos sociais apropriados desde o início para poder permitir  um bom
desenvolvimento psico / fisico harmonioso  a fim  de enfrentar  positivamente  o caminho árduo e exigente da
juventude moderna.

A educação ou aprendizagem deve ser logo de inicio, quando mais precoce ela é, melhor ainda.
Tendo em vista as obrigações do dia a dia duma familia,  torna se necessário um planeamento antecipado
bem  difinindo, com  objéctivo  de proporcionar a criança ou jovem  uma    base sólida social,   realçando  
mais a área intelectual  e deixar o material para o segundo plano que consequentemente resultará
positivamente para valorizar a comunidade .

Quando uma criança ou jovem sobressai a comunidade fica mais valorizada,  como no exémplo do jovem
Djordy Duarte,  de treze anos de idade, nascido em Cabo Verde,   filho de Eugenio Duarte & Edna Duarte,
ambos naturais de Cabo Verde e emigrantes  nos EUA.

Djordy Duarte, veio para os USA quando tinha dezoito meses  de idade, agora ele  está no sétimo grau na
escola East Middle School em Braintree, Massachusetts.  

Iniciou os estudos   no Mather School,  passando algum tempo  foi para Trotter School que fica  na hirstórica
cidade  de Boston;  de lá foi para Bethoven School em West Roxbury e depois seguiu para  o Morison School
in Braintree, MA. USA.

No Trotter School em Boston  quando  Djordy tinha somente sete anos de idade,  foi distinguido na sua
classe como um dos melhores alunos e em consequencia disso obteve um   prémio.  
Djordy Duarte  gosta muito da arte,  este ano ele foi escolhido   como o melhor aluno  da classe  6-8 no East  
Middle School, em Braintee, Massachusetts,  uma  boa proeza  que deve ser   exémplo de seguir.
Segundo o Braintree Forum,  que é um jornal na cidade de Braintree,  o South Costal Bank,  organizou  uma
exebição artística para todos estudantes da escola pública em Braintree,  o evento  decorreu entre 27 de Abril  
a 12 de Maio 2010.

Djordy apresentou a sua obra desenhando um quadro com a sua própria imagem , usando um espelho para
retratar a si mesmo.  Esta obra de arte do Djordy foi premiado e vai ser exibido no conceituado   museu de
Fine Arts  localizado em Boston
Na ceremónia de apresentação de prémios em quarto categorias   os escolhidos receberam um Certificado
de Excelência  e os condecorados foram apresentados com um cheque    no valor de cem dollars. O jovem
Djordy Duarte,  foi um dos condecorados pelo seu excelente esforço académico e artístico desenvolvido
durante o ano escolar.

O South Coast Bank,  prometeu ao Djordy que se continuar assim vai custear as despesas dos seus estudos
com uma bolsa de 100%.
Exémplos como deste promissor jovem Djordy Duarte,  só  enaltece  a comunidade e a nós mesmos,  
servindo para proporcionar aos outros jovens  um alento para procurarem sempre dar o melhor de si
mesmos e para sonharem sonhos positivos que a todos vai beneficiar.
Joaquim Fontes
Randolph MA
Junho 28, 2010
Oct 24, 2010
            PROFILE  DE UMA JOVEM DA COMUNIDADE

A cultura, é parte de nós mesmos e tem uma importância fundamental no desenvolvimento das relações  
dentro de uma comunidade, por isso em vez de desviar das nossas raizes o melhor seria preserva-las e
enriquece -las com o melhor doutros costumes continuando assim a nossa marca na sociedade.

Erica F.  Ferrufino, é um alinhamento cultural de tudo isso, com uma vivencia pura, alegre, inteligente e
ambiciosa, conseguindo sobrepôr o clash cultural fazendo combinar o melhor de tudo para sobressair e
continuar em busca do seu objectivo.

Erica, filha de mãe Cabo-verdiana e pai Nicaraguense, desde nascença conseguiu adaptar, aprendendo
verbalmente, o inglês, o criolo de Cabo Verde, e o Espanhol, com a facilidade natural própria duma criança
que pode aprender consoante um bom ambiente.

Aos dezoito anos de idade, Erica completou com   bom desempenho os estudos liceais no Brockton High
School e agora está estudando no Massasoit College,  esperando continuar à procura do seu goal,  e dar a
sua contribuição à sociedade.

Parabens a Erica que está  dando provas de bom exémplo a nossa juventude e  a comunidade a despeito
de muitas dificuldades, provando assim que o querer de viver e aprender pode transpôr as dificuldades da
vida.
Joaquim Fontes
Randolph MA
Oct 24, 2010                                                     
ALBUNS DE FOTOGRAFIAS
Feb 11, 2011












PEOPLE COMMUNITY PROFILE

Black History Month 2011:
Anthony C. Fernandes


Tony’s family immigrated to Massachusetts from the former Portuguese African colony of Cape Verde and he spent his formative
years on Cape Cod. Tony graduated from Boston College and the School of Law at the University of Minnesota. Tony joined the Foreign
Service in 1997 as an economic officer, and has served in several career tracks.

Tony is a political military officer in the Office of Political Military Affairs at the U.S. Embassy in Ankara, Turkey. Other assignments
include deputy economic counselor, American Embassy, Abuja, Nigeria; environment, science and technology officer, American
Embassy, Moscow, Russia; Deputy Director for African Affairs, Executive Office of the President, Office of the United States Trade
Representative; special assistant, Diplomatic Readiness Task Force; watch officer, Operations Center in the Executive Secretariat;
political and consular officer, American Embassy, Ottawa, Canada; and consular officer, U.S. consulate general, Shenyang, China.

He is a recipient of three Superior and two Meritorious Honor Awards, and the Recording Industry Association of America Award for
Excellence for promoting the arts and the protection of intellectual property in Nigeria. Tony is a member of the Bar in the
Commonwealth of Massachusetts, a former Term Member in the Council of Foreign Relations, and a graduate of the International
Career Advancement Program. He speaks Turkish, Russian and Mandarin Chinese.

Prior to State, he was a Legislative Assistant in the Office of former Congressman Joseph Kennedy. Tony’s wife is a Foreign Service
officer and he has a daughter and son with him in Ankara, Turkey.
Nov 1, 2011

PROFILE DA COMUNIDADE

José Santos Fontes, um Santacatarinense de gema e de coração.  A equipa do tópicos123.com, deseja ao primo e amigo muitos
parabéns neste dia de hoje, votos de longos anos de vida e que continua sempre jovém contribuindo para sua comunidade.
Nasceu em Cova Figueira na freguesia de Santa Catarina, Fogo, Cabo Verde, logo no início da sua juventude, teve o espírito
empreendor dentro da sua comunidade. A sua primeira profissão foi na área da economia com um estabelecimento comercial
em Roçadas, Freguesia Santa Catarina, Fogo, tendo exercido esta profissão com sucesso e empenho.

Depois, emigrou para Dakar Senegal junto dos irmãos e amigos, tendo exercido profissão de barbeiro por alguns anos  e depois
viajou para os EUA país que adora  como sua segunda Patria; trabalhou alguns anos neste país com mérito e resolveu voltar para
Cabo Verde,  estabeleceu se na cidade da Praia onde construiu sua vivenda mas, sempre viajando para Santa Catarina Fogo.
Na Praia desepenhou função de contabilidade nas Obras Publicas, destribuindo pagamento aos operário/as durante vários anos
tendo inteirado de perto das dificuldade da classe trabalhadora da comunidade e fazendo amizades.
Uma véz mais retornou aos Estados Unidos com a família desta vez como emigarante onde, voltou a trabalhar numa fábrica em
Boston, Massachusetts durante muitos anos onde economizou algum dinheiro para depois investir na sua terra como um
empresário predial na cidade da Praia.

Depois de aposentar oficialmente, Jose S.  Fontes, continuou a não estar parado tendo voltado ao berço natal ,Cova Figueira onde
reconstruiu sua casa e contribuindo para economia da comunidade local.

Actualmente Santos como muitas vezes é chamado está nos USA mas com malas arrumadas para voltar a Cabo Verde, ficando
assim  com a incógnita de nao saber onde ficar mas ter de partir sempre.

Fontes é um fanético pelo futebol dianbulando entre o Sporting que é sua equipa e o Porto sua segunda equipa, ondiando assim o
Benfica mas, mesmo  assim assistindo com nervos os jogos entre estas tres equipas.

Parabens e muitos anos de vida.

Quinquim
6 Junho 2012














PROFILE DA COMUNIDADE

Hoje dia seis de Junho de dois mil e doze, na vila de Randolph, Massachusetts, foi se a enterrar o amigo Manuel Henriques Veiga,
“Parromano” nesta manha com uma temperatura incerta que até mesmo a Natureza parece ficar triste com esta perda que deixou a nossa
comunidade bem sentida.

Muitas vezes, faz se a comparação entre o actual e o dito antigo, apesar de os dois estão interligados de uma maneira ou de outra mas, há
sempre diferenças que podem ser positivas nas duas partes.

A família é a célula da sociedade que se transmite de geração a geração. Apesar de sofrer constantemente influências externas ou
internas mas, os traços culturais básicos permanencem para sempre. Um exémplo disso que retrata bem este conceito, é a vida que o Sr.
Manuel Henriques Veiga, conhecido familiarmente por Parromano, viveu neste planeta que deixou uma legacia bem exemplar de se seguir.

Parromano, nasceu em nove de Setembro de mil novecentos e vinte um, na  pequena mas famosa e histórica localidade de Baluarte, na
freguesia de Santa Catarina, na ilha do Fogo, Cabo Verde; filho de Pedro Veiga e Maria Marcelina Henriques Veiga, foi educado num
ambiente propício e familiar que valeu para toda uma vida.  Concluindo os estudos primários em Cova Figueira, e ao ultrapassar a
menoridade, foi chamado em mil novecentos quarenta um, a cumprir o serviço militar na cidade da Praia;  depois de cumprir o tempo
regulamentar que lhe deu habilidade e experiência na sua formacao, voltou a vida civil.













Casou-se em vinte dois de Maio de mil novecentos e quarenta e oito, com Marcelina Fontes Veiga, em Cova Figueira, adquerindo assim sua
família.
Depois de alguns anos de casado, resolveu aventurar em busca de novos horizontes, tendo viajado para os EUA pela primeira vez em mil
novecentos e cinquenta e quatro, para uma curta visita e depois voltou para Cabo Verde; passado alguns anos com a família, resolveu
experimentar a África, o destino era Dakar Senegal, um país que por sinal na altura era muito florescente e livre onde muitos amigos e
familiares também se encontravam.

Em Cabo Verde, era um periodo polémico, devido as garras do colonialismo onde a maioria das pessoas, eram praticamente controladas
pelo regime fascista português que impediam até mesmo circulação de pessoas entre países, por isso muitos patrícios clandestinamente
procuram na emigração uma saida melhor mas, sempre com a incógnita de não poderem voltar livremente.

Volvidos mais ou menos cinco anos em Dakar, num ambiente progressivo promissor e democrático, Parromano, resolveu voltar novamente
para a terra natal junto da família e amigos.  

Viajou para os EUA, nos anos de mil novecentos e sessenta e tres e mil novecentos setenta e cinco, depois de uma temporada, voltou
novamente para sua terra Cabo Verde.

Durante os anos de mil novecentos setenta e cinco, foi o culminar e o colapso do regime colonial português em Cabo Verde, onde
praticamente tudo, estava mudando politicamente e socialmente, levando mesmo uma grande roptura ou mudança ideologica no país. Era
um periodo de grande euforia e patriotismo, principalmente entre os jovens que talvés por falta de informação, deixaram levar por ideias
anti ocidentais ou mesmo marxistas, pondo frente a frente ideologias antagonicas e desafiando mesmo o concenso real dos mais velhos  
que tinham outra perspectiva desta mudança como, era o caso do saudoso  amigo Parromano, que embora aceitasse o colapso do regime
colonial mas, sabia que nem tudo o que estava passando era de acordo com outras realidades principalmente quando encarada duma
perspectiva e visão ocidental que ele tinha, e da sua crença num regime democrático e pluralista que levava-lhe mesmo a descordar,
acreditando na democracia e ideologia dos EUA, país que ele já tinha visitado muitas vezes e que conhecia muito bem; gostava do baseball
Americano, os Red Sox, era seu team preferido embora quando perdesse ficava descontente; o Presidente Reagan, era seu ídolo e um dos
melhores de sempre, no seu entender. No fim adoptou América como sua segunda Patria.

A comunidade Santacatarinense da ilha do Fogo, perdeu mais um veterano na pessoa de Parromano, que soube viver a vida duma
perspectiva cultural, ponderando bem sua relação e posição social dentro da comunidade não viajando pelos caminhos fáceis ou turvos
mas, mantendo sempre sua frontalidade e imparcialidade no seu relacionamento com a familia, amigos e a comunidade, nunca imiscuindo
mas, conservado sempre o valor de amizade e a valorização do relacionamento mútuo.
Que Deus te ponha num lugar de descanso amigo e primo Parromano até a eternidade.

Joaquim Fontes