CULTURAS  COSTUMES  E  HABITOS  
SOCIO-CULTURAL
                                  
                                       
PARALELOS DA VIDA

Na caminhada das nossas vidas, há varias etapas.    Tudo se cumpra
de  acordo com os designios da Natureza ou do Criador. Parece que
tudo está pre - programado ou quem sabe, talvéz, tudo na maioria das    
vezes depende de nós mesmos!

Há etapas que são celebradas com alegria e outras com tristeza mas, todas são partes das nossas vidas. Está em nós
mesmos dar a cada uma o seu verdadeiro significado, significando que, o hoje - ou o que vivemos hoje - deve ser
positivamente encarado ou vivido, e que amanha, tem a sua propria preocupação.

Nesse maravilhoso ciclo da vida, há um principio e um fim para tudo o que há nela. É um ciclo natural e bem planeado por
um Criador ou um principio inteligente. Portanto o que mais conta, é oscilar dentro desse siclo ou dessa ressonancia devina
e contribuir o máximo de nós mesmos para que ela continua seguindo sua trajectoria. Uma das grandes vantagens que
temos na vida é preservar a nossa cultura passado de geração para geração, é nela que a nossa identidade sobressai,
dando nos opurtunidade de avancar e diversificar sem contudo esquecer as nossas raizes.
Este ano de 2006 perdi uma irmã que eu amava muito; foi se, sem muito sofrimento, ela apreciou a vida, viveu a vida,
adaptou a vida não obstante as vicissitudes, mas, sempre conservou sua identidade cultural, ela completou o seu ciclo nesse
nosso mundo, trabalhou, deixou filhos, netos, e mais familiares, em fim deu a sua contribuição nesse nosso Planeta, é uma
etapa triste mas, faz parte da vida que vivemos e devemos resignar e seguir a caminhada...

Há bem pouco tempo tive a opurtunidade de ir com a familia a uma cermonia de bodas de ouro de casamento dos primos
Santinho e Queta. Quando chegamos ao salão da cerimonia ou “hall” como se costuma dizer aqui na America, havia pouca
gente, ainda na rua antes de entrarmos na porta principal já se ouvia no ar o som da linda musica caboverdeana e logo
deduzimos onde era o lugar ou salao da festa.


Uma vez lá dentro na entrada principal encontramos com alguns familiares e amigos que cumprimentamos e depois duma
breve conversa. A grande sala de gala, tinha um palco estava bem decorada ou enfeitada com luzes, flores, cores a condizer
com o acontecimento da celebração pessoas trajadas a ultima moda, enfim um ar festivo e convidativo, depois de uma
pausa cada um procurou o seu nome e numero para a mesa destinada. Entretanto as gentes continuaram a entrar, e depois
de uma boa espera o momento principal chegou com o anunciamento da entrada dos celebrantes ou aniversariantes; um par
de veteranos casados, com filhos, netos e mais familiares, todos irradiando contentamento e ar de felicidade ou alegria.
Depois do anunciamento ou apresentação, tocaram uma musica bonita, sentimental e bem selecionada, o casal aproveitou
a musica para uma boa dança, logo a seguir os ramos do casal também começaram a dançar.

Depois da dança tomaram assento apropriado expondo se as lusez das cameras fotgraficas que captavam as imagens e
sons a cada instante e conservando virtualmente tudo, para preservar no tempo e no espaço memórias vividas.
Depois de algum tempo, pediram atenção aos convidados ou audiencia, a fim de com discursos de diferentes teor
homenagearem os celebrantes, todo com o único proposito de felicitar e fazer uma resenha ou historial, das etapas dos
momentos da vida vivida pelo casal, que trilharam caminhos rectos ou curvos mas que continuam a seguir com amor e
preserverança.
Aos celebrantes votos de felicidade e longos anos de vida.
Quinquim
                                                                     O EMIGRANTE

A tendência de deixar a Terra Natal para aventurar noutras terras,  é  um desejo caprichoso que muita gente tem. Vão à procura de
sonhos sonhados ou de uma sobrevivência mais condigna das suas aspirações que eventualmente pode ser melhor ou não.

Desde os primórdios dos tempos da vida do Homem neste Planeta a emigração tem estado presente na sua mente praticamente em
todas gerações.  As causas desse fenomeno são diversas e depende geralmente da situação ou conceitos de cada um.  Para muitos a
aventura de emigrar, é um desejo muito forte; o emigrante fala com a familia, amigos, arruma as malas, apronta-se os documentos de
viagem, ou muitas vezes quase sem nenhuma documentação legal  ponha  tudo em perspectiva e decide  ir para uma longa jornada.  
Com tudo isso, pode se dizer que todo emigrante, tem um denominador comum ou seja: VIAJAR para outras paragens onde o destino
ou a vida pode ser melhor.

O emigrante viaja não importando a hora, a temperatura a dificuldade e o perigo que pode aparecer no caminho, deixa tudo a trás: a
terra natal, a familia, amigo/a, namorado/a levando os na sua memória .  O emigante desafia o desconhecido sem saber certo o que irá
encontrar ou como fazer sua vida noutros lugares onde vai encontrar uma cultura diferente da sua, tem de procurar adaptar – se ao
meio ambiente e acostumar a outros jeitos, visto, até a maneira de saudar é desigual da sua terra.

Pode suceder-se e tornar seu sonho em realidade mas infelizmente as vezes seu sonho, pode ser como uma pisadela; quando assim
suceder,
tudo ao seu redor torna se deficil, as vezes desanima, perde a esperança não sabendo como solucionar o inesperado ou equilibrar sua
vida de acordo com o sonho que sonhou. Tem de ter coragem e esperança e não desanimar, procurando viver um dia de cada vez,
arranjar maneira de como solucionar as adversidades de varias ordens que vão surgindo ao longo do caminho ou da sua vida.

Nessas circunstancias, ás vezes o emigrante, no intuito de encontrar uma saida facil, deixa levar por promessas falsas ou turvas,
actuando a margem da lei, tornando a situação cada vez mais pacata.
Entretanto, o sonho sonhado, embora continua um pouco na sua mente já é posto num plano mais baixo, torna se mais deficil de
alcançar e conforma com o que vier.

De vez em quando lembra da sua familia, a sua terra que já parece mais distante na sua mente ou no espaço, recorda alguns bons e
amargos momentos vividos no seu país, nessa istancia então ele/a toma consciencia da sua vida, reconsidera, ganha algum ánimo
procura algo para dar volta à situação. Trabalha naquilo que encontrar ou que vier não tem escolha, trabalha para ter uma  existencia
mínima mas digna,
até estar em posição de poder escolher e quem sabe,  viver o sonho sonhado.

O emigrante tem  que usar a memória e informar ou saber onde pode encontrar recursos para solucionar a crise adversa que a
aventura ou o destino o colocou.

Praticamete em todos os paises do mundo, há centros sociais oficiais ou privados que podem ajudar o emigrante, como por exemplo:
organizações religiosas, embaixadas, consulados, livrarias, escolas, grupos de amigos, associacoes desportivas, diversas agencias etc.
Deve ponderar e nunca desanimar, procurando viver e apreciar o dom da vida e saber que ela não é uma dadiva e nao uma garantia.

Quinquim
                     HERANÇA PREJUDICIAL

O resultado do trabalho  logicamente deve ser  igual  a sua produção.  Quando houver produção satisfatório o homem e a comunidade
fica dignificado.
Com muitas  pessoas em Cabo Verde  existe o hábito baseado numa cultura que  prejudica  ou alias continua perdurando negativamente
e influenciando assim o relacionamento social e economico de muitos segmentos da nossa sociedade.

É um fenómeno herdado ou criado   por compotamentos ambíguos e exploralistas  de muita gente, e tem existido durante varios anos;
talvez desde o periodo infausto da colinização.  Este fenomeno negativo, deve   ser encarado,  estudado, e debatido duma maneira
eficáz  e com   cariz humana,  numa lógica socio-politico e  democratico,  para se poder encontrar uma maneira de fazer um reverso da
sua continuidade, dando assim facilidade para um relacionamento social  equilibrado e moderno na nossa sociedade.

No contexto de tudo isso,  vou  citar  três exémplos práticos, usando   nomes fitícios de sujeitos para uma melhor leitura, ponderação e
critica.  

Uma família  denominada Baptista, composta de oito pessoas ou seja um casal com três filhos e tres filhas.  Todos os filho/as com mais
de deszoito anos de idade, e alguns deles com formação superior .

Os filho/as do casal são: o Zuzuca, o Rufino  o Mimoso, a Zuleia, a Altina e a Lumina.  

A Altina, teve uma chance de receber uma bolsa de estudo,  foi para o estrangeiro  onde obteve uma formação em medicina preventiva.

A Zuleia,  conseguiu depois de grandes esforços,  aprender  a  arte da costura, confecionando vestuarios para muitas pessoas e tem um
vencimento razoavel.

A Lumina,  não teve chance de completar os estudos,  ficou a tomar conta na  lida da casa,  ajudando    os pais;  mas depois de muitas
tentativas,  encontrou  uma opurtunidade  de ser Peixeira, no Mercado Munincipal, vendendo peixes e conseguindo assim   sobreviver
com  uma honrosa  e lucrativa ideia.


O  Zuzuca,  em Cabo Verde,  conseguiu uma formação especializada  na área de gestão, e tem um  vencimento compativel com o
standard local.

O Rufino,  conseguiu aprender a arte de fazer calçada  como pedreiro e também trabalha como mineiro numa mina de pedra talhando
pedras.

O Mimoso, obteve uma bolsa de estudos e conseguiu especializar na área de construção como  Engenheiro,  numa universidade
prestigiada da Europa e trabalha para o Governo .

Com este quadro virtual mas que reflecte a realidade Cabovediana, e que a maioria de nós conhecemos, podemos analizar ou reflectir
um pouco nesta realidade, independentemente da  convicção social, religiosa ou política de cada um num contexto global e histórico.

Qualquer profissão ou trabalho legal sempre deve dignificar a pessoa e a comunidade.   Sem o trabalho, simplesmente a vida ficaria
estagnada, podemos ver isso em certas camadas da sociedade onde a falta de vontade a disentivação e sensibilisação   traduz num
retrocesso negativo e  lamentável.  

Na caminhada da vida,  deve existir sempre   prioridade e planeamento,  quando houver uma produção satisfactória,  estaremos em
conformidade com a nosssa consciência e sabemos que o trabalho realizado foi produtivo   contribuindo assim de diversas maneiras
para   avanço social e economico quer directa ou indirectamente.  

O Ser  Humano sempre aspira para um  livre poder de  escolha,  mas ás vezes para atingirmos  uma determinada meta, temos que
transpor ou contornar   obstáculos para continuar e  uma predeterminada  escolha, pode não ser a escolha certa.   Quando se tiver uma
boa programação a adaptação pode ser útil e o resuldato satisfactório em detrimento do primeiro gosto ou uma escolha que podia não
ser viável.
Não podemos ou devemos trabalhar  só  naquilo que gostamos ou preferimos,  porque se assim fosse, nao saberiamos quem faria a
outra parte menos preferida,  criaria  assim um  fosso na estrada do progresso.

A herança prejudicial que herdamos, dignifica somente uma ínfima parte da força humana da nossa produção, deixando,  esquecendo, e
marginilizando  socialmente e economicamente a outra parte.
Na citada familia Baptista, os dois filhos do casal, o Zuzuca e o Mimoso  tiveram a sorte de uma formação priviligiada (se assim se pode
ser chamado) eles são vistos pela sociedade  na maioria das vezes  superiores em quase todos os aspéctos ao Rufino, filho do mesmo
casal que tem uma profissão menos remoderada mas dignificante e produtiva para  mesma comunidade que ele pretence.

O Rufino não sabe ler ou escrever,  mas mesmo assim  usa mentalmente sua capacidade de memória para resolver problemas
complicados que outras pessoas poderiam não solucionar. Por exémplo, ele pode não ter lido um livro de geometria, mas mesmo assim,
calcula praticamente e mentalmente  com alguma destria a forma geométrica de talhar e colocar as pedras na calçada com precisão e
certeza de que vai ser uma boa calçada ou estrada. Rufino trabalha de  vez em quando numa mina de pedra, ele nunca  conheceu um
livro que fala sobre a fisica ou outra  técnica, ele usa ferramentas rudimentares como  a picareta, enxada, o madjo, martelo, wedja etc ele
usa grande esforço fisico e mental para arrancar, cortar ou talhar ecunhais e pedras angulares que vão servir para edificar   prédios,
usando extraordinariamente sua memória para calcular o peso, a dimensão, a forma, e até mesmo a cor para selecionar essas pedras
que são necessárias para construção de casas ou estradas que podem durar por muitos anos e que ao fim ou acabo, todos nós
precisamos.

Os outros dois irmãos do casal, o Zuzuca e o Mimoso  tem uma formação dita qualificada e com um  vencimento relativamente alto, na
maioria dos casos,  sentem se socialmente deferentes,  inconscientemente ou conscientemente, ao outro irmao, não só  a ele, mas
também a família e até aos amigos.  A  sociedade rotula-os como os mais capazes, mais ineligentes, mais educados,  tem uma certa
indiscriminação social que não condiz com a realidade.

As filhas do casal Baptista, a Altina, Zuleia e Lumina, enverendaram por diversas maneiras de ganhar a vida,  as duas primeiras
conseguiram com um certo esforço e patrocinio  colocarem em lugares de destaque principalmente a Altina que conseguiu destanciar
academicamente das duas outras, enquanto a Lunina apesar de trabalhar mais e em condiçóes precárias na profissáo de peixeira, fica,
sente-se  destanciada socialmente só por causa de ser uma Peixeira.  Ora meditando um pouco como o peixe foi parar no Mercado
Munincipal onde ela exerce sua profissao, pode se ver que que a profissão exercida tem todos os méritos de não ser descriminada como
acontece nas sociedades democraticas e avançadas.

Para um Pescador  fazer se ao mar para apanhar peixe que vai servir para alimentar a comunidade, ele usa a sua capacidade mental
para calcular o tempo e estado do  mar ou seja as mares, ele escolhe bem os utensílios que vai usar, a vara de pescar, a rede, a isca,
ele usa tambem a geografia para saber onde vai navegar, onde vai posicionar a si mesmo e sua embarcação, usa a mente para calcular
e saber a profundidade  das aguas e sobretudo usa a sua coragem de enfrentar o previsto e o imprevisto, pondo a sua propria vinda em
perigo, tudo isso cumprindo a sua missão e a necessidade de sobreviver e ser Pescador.  

Esta ponderação nao tem por objectivo diminuir ou criticar o valor academico  como é logico  duma formação técnica ou científica,   mas
sim,  salientar a disparidade social gritante que existe contra  os não diplomados,  a desigualdade do tratamento  daqueles que não tem
um certificado  academico com uma profissão menos remoderada  e que são considerados a baixo nível e de menor valia  pela nossa
sociedade embora sejam todos essencias ao desenvolvimento social, técnico ou científico da comunnidade.

Esta herança prejudicial  deve ter a sua origem na era colonial ou do governo totalitário e fascista  onde este fenómeno  era muito mais
acentuado,  quem não tinha uma educação escolar não tinha nehuma chance de competir  até mesmo se a produção era satisfatoria o
elogio pertencia somente a classe dita superior, a máquina do poder estava estritamente sintonizada ou direcionada para proteger e
elevar a outra classe minoritaria.

Um  exémplo ou conto que retrata tudo isso, aconteceu em Portugal durante o regime totalitário e fascista já algumas décadas passadas
referente  a construção da ponte sobre o Tejo em Portugal, uma obra altamente destacada no periodo de então. Dizem e provavemente
pode ser verídico que uma boa parte desta obra foi financiada pelas   empresas estrangeiras entre os quais os de USA que participaram
financeiramente e com mao de obra especializada.
Todas as manhãs o grupo de operarios  Americanos apareciam no trabalho a hora certa, usando vestuarios do dia a dia mas com a
proteção exegida pelos regulamentos da empresa,  todos eles metiam maos a obra como faziam costumeiramente nos USA não
considerando ou exebindo a formação superior .  

Entretanto, a mão de obra especializada Portuguesa chegava ao trabalho quase ao mesmo tempo, mas trajados destintivamente dos
outros trabalhadores e praticamente só davam ordens ou mandavam os outros trabalhadores ditos não qualificados a fazerem a tarefa.

Os Americanos notram a discrepância discriminatória dos outros colegas, reuniram e convocaram uma reunião de emergência e
descordaram da maneira como o projécto prático funcionava. Disseram que se os colegas Egenheiros e Técnicos Portugueses não
mudassem a conduta no trabalho, deixariam o projécto e rumariam para os USA.  A direção técnica Portuguesa, concordou a acatar  o
exémplo dos Americanos  evitando assim  embora com alguma insatisfacao para que o projecto da ponte fosse interrompido.

Verdade ou não, a analogia  citada acima subeja na nossa sociedade em muitas categorias e a diferentes niveis ou extractos.
Pode não ser a culpa dum indivíduo praticante desta injusta causa; a sensibilização ou incentivação podia nao ter sido aproveitada, mas
mesmo assim nao deixa de ser contraria  ao direito que cada um deve ter de competir sem sentir-se descriminado.
Não vamos desculpar com a ideia que ainda é cedo e que medidas estão sendo tomadas para um reverso deste fenómeno latente e
prejudicial.  Não devemos continuar a avaliar a gente pela sua aparência mas sim   pelo seu out-put ou  sua performance dentro da sua
capacidade fisica e mental.

Somos capazes de compreender e implementar transformações que a todos pode  beneficiar.   É preciso ter, respeitar, e seguir a ética
no trabalho ou numa relação sã sem comprometer a nós mesmos ou a outra parte e evitar rótulos  ou emblemas de piedade,  mas sim,  
incentivar e proporcianar aos menos capazes,  assim dito,  com opurtunidades iguais para um melhor relacionamento, produção e
convivência numa sociedade pluralista e mais demócratica

Quinquim
Randolph Aug 10, 2009
www.topicos123.com
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
         
                          REAGIR            
name = maria alves email = morgadinhalove@hotmail.comphone = 9861677comments = parabems, bom saber que existem pessoas com
a capacidade de publicar artigos que muitos sabem que existem, mas prefirom esconder, criticar para corrigir o errado mas envez disso o
melhor era bolar uma estrategia para acabar com problemas desses generos em santa catarina.REMOTE_HOST: 41.215.212.97

                                                            MEDALHA DO VULCÃO

Interessante saber que há pessoas que sabem distinguir entre o bom, e  o menos mal. Estou referindo a um   artigo sobre a
potencialidade turistica do Vulcão do Fogo que um cybernauta comentou e muito bem,  no seu Blog chamado Blog do Alvaro em http:
//blogdoala.blogspot.com/.

Seria bom que os politicos tirassem a máscara e colocassem um bínoculo nos olhos e verem para acretitarem, que o simbolo de Cabo
Verde, talvez  turisticamente falando, devia ser o Vulcão do Fogo.
Alguns anos passados escrevi qualquer coisa sobre isso no wwww.topicos123.com, a respeito  dessa ideia mas, ainda está tudo ainda
no relantim, ou seja no ponto morto.

Defácto, para as pessoas   que já tiveram opurtunidade de visitar Chã das Caleiras, no Concelho de Santa Catarina, Fogo, Cabo Verde,
e presenciar de perto o explendor e a beleza natural deste gigante natural que a Natureza criou,  vai ficar com uma recordação
inesquecível para toda vida, porque é como se estiver noutro planeta ou outro mundo, verdadeiramente fantástico e fascinante!

Mas,  infelizmente para chegar Chã das Caldeiras ,   a gente passa por grandes solavancos,  sem contar perigos da estrada ou
caminhos,  com a viatura subindo, ou inclinando a uma elevação tão alta que as vezes mete medo, porque da estrada boa,  tem
somente o nome.

Esta localidade devia ter um acesso muito melhor   e mais acessível a fim tranquilizar e oferecer um ride ou uma viagem aos viajantes –
turistas,  dando os opurtunidade de desfrutarem com tranquilamente o panorama inigualável que lá existe .

Gostei do Blog do Alvaro, talvéz com um pouco mais de esforco ou um "lobby" internacional e nacional, a nossa gente vai pensar melhor
e fazer mais neste sentido de investir na Ilha do vulcão, -- Vulcão este que até  foi criada uma medalha à sua honra para condecorar
pessoas com o nome deste autêntico gigante da Natureza -- e quem sabe,  transformar – la  numa verdadeira e lucrativa estancia  
turistica.

Claro, os politicos muitas vezes, para não perderem, desviam do bom para o menos bom, deixando para traz o essencial que devia ser o
melhor.

Até na questão de segurança,   algum tempo passado, o famoso Vulcão não estava sendo monitorado,  devido ao desaparecimento de
instrumentos cientificos que foram roubados, quem sabe, por quem.

Numa localidade impar como é Chã das Caldeiras, com um terreno fértil que produz diversas variedades de culturas,  entre os quais
uvas deliciosas de que se fabrica um excelente vinho, e onde a gente pode aproveitar  o clima e terreno para fazer azágua duas vezes
por ano, mas mesmo assim, infelizmente, praticamente a miséria ainda existe a despeito de grandes esforços das suas gentes, que sao
trabalhadoras, amáveis, sinceras e corajosas; os governos não querem aproveitar ainda deste prémio da Natureza, que continua
esperando tranquilamente e pacificamente por melhores dias onde o residente possa ter um nivel regular de vida, um visitante ou
turista  pode ter melhores condições ou recursos nas áreas de lazer e de saude, com pousadas melhores, posto sanitário apropriado,
lugares de informação e deportivos, criando assim uma mão de obra e estrutura que satisfaz as necessidades do dia a dia das pessoas
que lá vivem e  consequentemente catalizando economicamente a economia de toda ilha.  

Tudo isso pode ser possivel se se explorar a sério a potencialidade turistica unica desta região com uma energética  e inteligente
campanha de marketing, apoiada por um governo que quer realmente melhorar as condições economicas desta promissora região.
Quinquim
Abril 1, 2009
Set 5, 2010
                                                        MAIL BOX                                                      
                                                     
MESSAGE   

Timmy,  Congratulation!  Congratulation  for choosing your beautiful wife, Matilde Veiga.

It is a memorable day for you and for us all.  

Let me say a few words:  Since the time of your childhood I always considered you as my  son,  a time of happiness that we will not forget.
We used to go lots of places  to have fun.  I remember one day we went a store, you told me: “Lets go to the toy’s place”,  once  there,  just by looking you play
with toys I discovered that your preference  was about wheels,  today if I  am not mistaken, you still do.

I am proud of you to see the way you have professionally built yourself  to be like a gentleman, and to accomplish your goals and reach for the stars.

I know that prudence,  and responsibility, are your motto in life.   

Life is a gift of God,   we should always be thankful.  

On the road of life, there are straight lines, curves and elevations,  but the most important part,  is to have optimism and enjoy the ride.  Nobody says it is
easy  but,  it is rewarding   as long as you keep the faith.     

Today is a big day for you,  I know  you are well prepared for it, and  I also know, you did your  good home work by taking this important decision,  to share your
life with Matilde,  who I   believe,  will be a great companion for you.

Before I finish,  I  have two messages for you: one is from Steven, he told me to tell you CONGRATULATION and be a good father.
The other one is from me:   Vovo who is not between us anymore  wishes you and Matilde the very best as always.
Uncle
PHOTO ALBUM
                                          MEDITAR A VIDA / DIA DOS DEFUNTOS

Quando eu tinha 3-4 anos de idade mais ou menos em Cova Figueira, Fogo, Cabo Verde, via a minha mãe todos os anos no dia  Fiel dos
Defuntos ou seja primeiro dia do mês de Novembro, pôr umas florzinhas numa pequena cruz de mandeira que ficava em cima duma parede
depois ela fazia o sinal da cruz e rezava brevemente.

















Quando tinha a idade de ir para escola - na altura tinha que se completar sete anos para ir escola - lembro os saudosos professores, os
irmãos Fonsecas, Antoninho e Neco, o Artur de Venâncio e o inesquecível Carlos Macedo, que também todos os anos no dia do Fiel dos
Defuntos, todos eles davam o
time out   recreio ou licensa como era chamado e iamos ao Cemitério da freguesia de Santa Catarina que
ficava a escassos kilometros da escola  de Cova Fiqueira onde o Padre Antoninho realizava missa para os defuntos; eramos quase
obrigados a assistir, caso contrário as palmatórias ou algumas sérias perguntas esperavam-nos na classe do próximo dia.
















O cemitério para mim, era para alem de um lugar de respeito, era também como se fosse um laboratório científico natural.  Por falta de
recursos de manutenção ou por alguma outra causa lá  podia se ver cránios, cabelos, ossos, pedaços de tábuas e vestuarios, mausoleus,
diversas plantas com bonitas flores e sobretudo terras finas.

















Ás vezes perguntava a mim mesmo como é possível a gente acabar assim mas, confortava se com o ensinamento do Padre Antoninho que
dizia que o espírito vai para o Ceu e o corpo é da terra,  mesmo assim, duvidas não me faltavam, muitas perguntas não tinham respostas
concretas para mim,   confortava se porque ao sair do cemitério só pensava em brincar e fazer traquinices até chegar a noite.
As vezes eu ponderava tudo isso duma maneira enigmática e também com certo medo ou pudor que muitas vezes transformara em   
sonhos fantasmas que podia atormenatr qualquer criança.

















Ao passar dos anos tudo ficaria mais esclarecido sobre o ciclo da vida,  naturalmente aceitei a teoria da Criação que me dá uma certa
tranquilidade nas minhas diversas perguntas que faço a mim mesmo.
Hoje dia que se comemora o Memorial Day nos EUA, passado cerca de cinco dezenas de anos, fui a um cemitério em Randolph,
Massachusetts, chamado se não me engano, Cemitério de Maria onde havia muita gente de muitas étnias mas, todos sintonizados talvés
num mesmo sentido que era prestar homenagem aos que já foram e celebrando também a vida.

















Havia três Padres se nao estou enganado, gostei da pregação de um deles que disse naquele cemitério havia se enterrado outras pessoas
de outras crenças apesar de ser um cemitério privado,  também gostei no final da missa, uma declaração do Padre que disse: “Se a
comunidade presente, fazer  a sua parte e outos copiassem o bom exêmplo e assim sucessivamete, o mundo iria melhorar muito mais”.
Isto, pode ser verdade mas, implementá-lo é diferente, porque muitos fáctores estarão envolvidos,  o importante é fazer e deixar analises
para os outras  comunidades.
Para terminar, já no fim da ceremónia, tive a surpresa de ver alguns familiares que depois de umas conversas de reflexsões sobre a
realidade da vida, visitamos algumas campas dos que já foram não só da familia que continuam presentes nas nossas memórias mas dos
outros desconhecidos.


















Para finalizar este meu pensamento, um velho amigo, um dia disse na cidade de São  Filipe, depois de ter tomado um grogue ou whisky, mais
ou menos o seguinte neste teor: “O cemitério é terra da nossa igualdade, lá todos nós somos iguais” este amigo que já deixou os mundos
dos vivos e que deu a sua prestação a comunidade que pertencia, era o inequecível e saudoso Lourenço Gazosa, que foi um grande
Mecânico que soube aprender com os outros, melhorando a sua comunidade na parte técnica deixando aos outros recordações para vida.
Aos que já foram as vossas recordações estão connosco e a nós mesmos, lembramos que somos do mesmo raiz e que voltaremos a terra
que nos viu nascer.
Quinqum
Randolph Massachusetts EUA.  
Set  18, 2010                                                                            RECENSEAMENTO & POLÍTICA

Há bem poucos dias e à semelhança de muitos dos meus patrícios fui a recensear em Brockton, Massachusetts, cumprindo assim o meu
direito moral e cívico.

Encontrei um ambiente calmo e os atendentes foram cordiais;  não havia muita gente naquela hora; o processo todo demorou menos
de dez minutos, fizeram me algumas perguntas simples talves porque   apresentei  meu passaporte de Cabo Verde, que por sinal já
havia caducado, mas mesmo assim serviu, disseram me que tinha oportunidade de renova-la por metade preço do custo e disse que
podia aproveitar esta opurtunidade para fazer um update. Seria bom  que todo/as que tem o passaporte caducado aproveitassem esta
boleia…

Só pode votar nas próximas eleições aquele que recensear,  portanto  toda comunidade deve  registar e cumprir o seu dever civico.

O recenseamento deste ano de 2010 está sendo seguido muito de perto pelas autoridades competentes,  pela comunicação social,  
pelo público, e também pela comunidade internacional,  espreitando para ver a maneira de como o processo democrático vai decorrer.   
É de extrema importancia que o mesmo decorra num ambiente calmo e transparente  para que   possa ser bem avaliado na
comunidade internacional elevando o grau da nossa democracia.

Tendo em vista o número de potenciais eleitores que podem votar nas próximas eleições que se avizinham para escolha de um  novo
governo em Cabo Verde, torna se necessário que este processo de recenseamento seja  seguido com muito escrutínio e   monitorado
independentemente,   evitando assim o fishing político  que só pode trazer o retrocesso à nossa democracia.

Politicamente falando,  os cabo-verdianos estão cada vez mais elucidados e com mais maturidade politica  conscientes do valor que  
um  regime democrático representa num estado de direito;   também  sabem que uma consciência comprada com um punhado de
dinheiro ou coisas não vai mudar muito o nível de vida e suas aspirações futuras.

Prevendo um pouco as próximas eleições em Cabo Verde e fazendo uma breve comparação e a sua importancia num contesto global  
relativamente a diáspora cabo-verdiana que está sendo intensamente procurada e disputada num   interessante jogo politico, tudo
indica que vai haver mesmo uma boa partida.  

O que estamos presenciando actualmente, é o fruto da democracia que permite embates ou desafios   politicos renhidos onde os
intervinientes usam tacticas ou lances livres, extremamente inteligentes, posicionando bem os bons  jogadores  para cobrirem um vasto
terreno ou grandes distancias com o  proposito  de  divulgar ao máximo a menssagem e aproveitar ao mesmo tempo angariar votos e
saborear o gosto da victória.  

Durante quase um ano inteiro a comunidade cabo-verdiana nos USA tem sido procurada pelos dirigentes dos tres partidos politicos, o
MPD, PAICV, e o UCID com seus  melhores jogadores  de cada team.

Sem dúvida nenhuma os dois grandes teams que participam neste campeonato, o PAICV e o MPD, estão mesmos confiantes num bom
resultado como é lógico,   estão a travar uma renhida luta politica não importando gastar enormes quantidades de dinheiro, tempo e
outros recursos,  usando em parte tácticas do chamado “fund raising” ou angariação de fundos junto da comunidade para cobrirem
suas despesas e atigingirem o objectivo,  mas esquecendo em grande parte que esta mesma comunidade deve ser lembrada não
somente nas eleições mas também noutras épocas em outras áreas da comunidade para uma maior integração nacional.  

O que vai estar   em jogo para além do recenseamento,  é o futuro de Cabo Verde que vai ser governada pela equipa vencedora para
mais alguns anos,  uma tarefa extremamente importante onde muitas promessas prometidas não vão ser realizadas mas contudo a
equipa vencedora dever fazer tudo para que haja um desenvolvimento satisfátorio.

Deve haver sempre uma certa percentagem de ética na política onde o vencedor deve respeitar o vencido e o vencido respeitar a
vontade do Povo.  

Muitas vezes não acontece assim, é só lembrar as últimas eleições autarquicas  nas ilhas onde alguns vencedores fizeram um discurso
divisionista e difamatória que de nenhuma maneira beneficiará a comunidade.
Numa boa partida deve reinar sempre  o fair play assim os espectadores ficariam satifeitos com o jogo  independentemente do
resultado.

Joaquim Fontes
Randolph MAUSA
18 Set, 2010
                                                                                                              VIDA & SUICÍDIO

Amigo ou amiga,   virtual ou nao,  que tem também uma família,  amigos ou conhecidos,  com algum  relacionamento quer directo ou indirecto nesta rede
global  da existência humana, é bom saber ou reflectir  que deve existir  uma certa obrigação moral para interceder de alguma forma ou outra quando algo
anormal está desviando ou prevenindo um familiar ou seu amigo/a  de sentir o verdadeiro sentido da vida.

Da maneira como fomos educados ou programados desde criança,  em grande parte depende o nosso relacionamento social.  

A sociedade, o ambiente, e as coisas influenciam de várias maneiras o comportamento dum ser humano  e ninguém pode esquivar se a estes parámetros
que influenciam nossas vidas.

Falar de suicídio ou melhor dizendo, acabar com a própria vida, é um tema e uma incógnita que tem sido estudado e debatido desde o começo da
civilização.   

Infelizmente e apesar dos avanços  no campo da medicina  ainda falta muito para solucionar este complexo  dilema; diversos factores estão relacionados,  
por isso continuará existindo.

Não vou elaborar muito nos métodos, causas, ou entrar no campo científico e professional deste fenómeno,  mas sim falar de uma forma simples e relativa.

A família, amigo/as,  as autoridades competentes,  devem fazer sempre  sentir sua presença   aproximando, identificando, explicando, e incentivando   a
pessoa que está sentindo demasiado o fardo da vida que há sempre ajuda e maneira de contornar situações  adversas e entrar num outro estágio que pode
ser mais aguentável e satisfatório.

Vou afastar um pouco do caminho ou objectivo deste artigo para trazer um pouco  outro tema, servindo somente para uma elucidação que poderá ser
benéfica.

A fé ou  a  esperança, são  duas palavras  mesmo especiais,  elas não conhecem fronteiras, nem a cor política, e nem a riqueza ou pobreza, quando elas
náo estão presentes na mente tudo fica mais complicado, a pessoa vai perdendo aos poucos a vontade de seguir a frente e viver a vida com uma certa
tranquilidade psíquica.   

Há bem pouco tempo, praticamente o mundo parou e sintonizou se numa mesma frequência,   as ondas desta frequencia influenciaram e vão continuando a
influenciar positivamente as mentes de milhões de pessoas neste nosso planeta, até houve  gentes dizendo que o fácto pode ser comparado com a viagem
que o Homem fez para Lua.

Todos nós sabemos da incrível odisseia que  trinta e tres homens  - estou referindo os mineiros chilenos - passaram, ficando debaixo da terra a uma
profundidade de quase setecentos metros durante dezassete dias sem qualquer contácto com o resto da humanidade. Nestes dezassete dias,  estiveram  
praticamente sem comida ou água,  alimentando com uma ração de dois colheres de peixe e leite por dia, tudo na incerteza de não poderem ver  nunca mais
a luz do dia ou a família querida.

Depois de quase tres meses nesta situação de verdadeira angústia e  árdil da vida finalmente foram socorridos, escapando a morte que estava rondando
suas vidas.

Depois de sairem debaixo do chão   todos eles disseram que foi a ESPERANÇA que lhes salvou a vida, e explicaram que sem esperança e disciplina não
conseguiriam sobrevir.

Voltando ao começo,   a esperança deve estar sempre presente na vida, quando uma pessoa perde ou está dando sinal da falta deste vocábulo, é ali que a
família, o amigo ou amiga, tem a obrigação moral  de interceder e fazer influenciar,   mostrando a sua presença ou amizade  em vez de afastar ou não
acredidar nesta mesma  pessoa que está sendo arrastada pela corrente silenciosa e turva da vida, em vez disso, o melhor seria,  procurar mostrar a pessoa
que há recursos apropriados e saudáveis que podem influenciar positivamente na recuperação mental ou psiquica.

Uma grande parte da nossa sociedade - estou referenciando nós, os Cabo-verdianos,  não damos muita importáncia à saúde mental e isto prejudica muito
e de muitas maneiras. Existe um taboo negativo e persistente que precisa de  ser debatido e esclarecido melhor pelos professionais da saude, pela
comunidade e pelo governo a respeito deste importante tema, que é a saúde mental, porque não é só um problema  individual ou familiar  mas sim, da
comunidade e do governo   duma maneira ou outra.

Infelizmente e segundo alguns professionais de saude,  Cabo-Verde ainda não tem um base de dados ou estatistca oficial nacional sobre a saúde mental e
nem tão pouco um índece de suicidio  entre as ilhas, ou a nivel nacional,   nenhum estudo sério foi  feito sobre a predominancia ou causa aparente deste
flagelo em algumas comunidades e o mais pior, é que muitas das nossas ilha ainda não tem um  psicólogo ou psiquiatra.

Os professionais da saúde e o governo, devem dar mais atenção, criando mais recursos;    a comunidade, deve não estigmar ou marginalizar as pessoas  
mas sim, entender que as vítmas não escolheram de ficar  neste estado e que ao fim de tudo  e em comparação  com outras sociedades, ainda não
libertamos do nosso escuro passado.
Quinquim
Randolph USA
www.topicos123.com
Oct 21, 2010
Nov 7,2010
                                               Uma Memoravel Noite

Somos o que somos, depende em grande parte de nós mesmos de cumprir a nossa missão na caminhada da vida,   o que nos ajuda a cumprir ou atingir esta
meta, é a cultura e o optimísmo de seguir sempre em frente, aprendendo ao longo da caminhada.

Um exémplo de tudo isso, esta incutido na maneira de viver de uma pessoa com uma personagem especial que celebrou ontém o seu centésimo aniversário
ou seja 100 anos de vida!  Maria Fontes, mais conhecida por “Mazinha” filha de Cristiano Vieira Fontes e Julia Martins Fontes, viuva de Alexandre Vieira Fontes,  
conhecido mais popularmente como Chache, era um conhecido lutador desportivo  aqui nos USA;  tem um filho, Francisco Fontes, conhecido por Chico, duas
netas e um neto e uma extensa familia.

Maria Fontes “Mazinha” é um exémplo de viver e querer viver; nascida em Cova Figueira, ilha do Fogo, Cabo Verde, emigrou para os USA quando era muito
jovem, constituiu a sua família  e fazendo a vida de um emigrante, trabalhou, viveu e conviveu,   obteve sua cidadania Americana, teve alegrias e tristezas como é
óbvio mas nunca esqueceu do seu berço natalício; depois de aposentar fez questão de voltar novamente agarrando se a sua raiz cultural Cabo-verdiana mas,  
sem esquecer a terra do Tio Sam que também adora ficando assim com a incerteza de querer ficar mas ter que voltar.

Rodeada de toda toda familia e amigo/as  nesta noite memoravel de Novembro, no Generation Hall, em Avon, Massachusetts, com uma temperatura típica de
uma bonita noite de Outono, e um ambiente mesmo de alegria e confraternização onde toda gente, de todas as idades,  desde criancinhas aos mais adultos,
estiveram envolvidos e sintonizados em uníssono, celebrando a vida e dando parabéns ao aniversariante, dançando,   e escutando as belas melodias e ritmos
musicais de todos os gostos num comum objéctivo de passar uma memoravel noite.

Joaquim Fontes “Quinquim”
www.topicos123.com
Randolph MA USA
Nov 7, 2010                                                     
ALBUM DE FOTOGRAFIAS       

                                                              A Memorable Night

We are who we are, depends largely on ourselves to accomplish our mission in the walk of life,   what helps us meet this goal, is the culture and optimism to go
straight ahead, learning along the walk.

An example of all that,  is instilled in the  way a person with a special character who celebrated yesterday her  hundredth birth day   100 years old!
Maria Fontes, better known as "Mazinha", daughter of Christian Vieira Fontes and Julia Martins Fontes, widower of Alexandre Vieira Fontes, more popularly known
as Chache, who was a good wrestler here in the USA, has a son, Francisco Fontes, known by Chico,  two granddaughters, one grandson and an extensive family.

Maria Fontes "Mazinha",  is an example of living and want to live; born in Cova Figueira, the island of Fogo, Cape Verde, emigrated to the USA when she was very
young, raised her family and  making the life of an immigrant, worked, lived and endured, she obtained her American citizenship, she had joys and sorrows of
course but, never forgot her birthplace.   After her retirement  she decided to go back again  grabbing her Capeverdean cultural roots  but, without forgetting the
land of Uncle Sam, which she  also loves, remaining    with the uncertainty of wanting to stay but have to go back.

Surrounded by   the whole family and friends in this memorable night of November, at the Generation Hall, in Avon, Massachusetts, with a typical temperature of a
beautiful autumn’s night, and  an atmosphere of joy and celebration where everyone of all ages, from infants to adults,  were involved and tuned in unison,
celebrating life and giving congratulations to Mazinha, dancing,   and listening to the beautiful melodies and rhythms of all tastes in a common objective to spend
a memorable night.

Joaquim Fontes "Quinquim"
www.topicos123.com
Randolph MA USA
Nov 7, 2010

                                                       ALBUM DE FOTOGRAFIAS                        
                               
9 Dez 2010
                                 STRESS + DEPRESSÃO – SUICÍDIO = VIDA

Numa passagem ou num versículo da Bíblia a certa altura Jesus disse: Os mansos herdarão o reino dos Ceus, esta declaração inequivocamente conresponde
a verdade para a maioria dos religiosos.   

Na vida  o que se faz,  influencia e determina a realidade e o nosso comportamento social,   estamos sempre subjugados  a este factor.  

Desde nossa nascença ou  no inicio da concepção humana, viemos com um programa ou um código “blue-print” naturalmente pré-estabelecido que vai ter
influências nos actos culturais ou  ambientais  no projecto da vida e da nossa existência.
Perguntando o porquê das coisas, ou como isso pode acontecer desta ou outra maneira, ajuda se a perceber um pouco o propósito e a incógnita da vida.

Este dilema prevalence  para sempre quando algo acontece inesperadamente e de uma forma impactante   onde a dura e crua realidade da vida,  mostra o
ponto final da mesma, deixando tudo num estágio praticamente inconpreensível se assim se possa dizer.

As nossas obras ou a escolha do que fazemos, determina e influência o nosso comportamento no  relacionamento mútuo  na sociedade que vivemos, ás vezes
tudo isto  deixa profundas marcas ou cicatrizes.  

Um exémplo disso que retrata este paradígma da vida,  foi o que aconteceu com um amigo,  uma pessoa especial, como o  Francisco António Fontes, mais
conhecido por Nhonho de Lim que deixou o mundo dos vivos tão cedo e de uma maneira totalmente inesperada.

Nasceu com o dom da mansidão, criou-se num ambiente familiar a todos, numa localidade pequena chamada Cova Figueira, na freguesia de Santa Catarina,
ilha do Fogo, onde toda gente praticamente está relacionada.

Desde a  sua infância, esteve em contácto com o ambiente religioso, frequentando sempre a sua igreja de Santa Catarina que fica ao pé da casa onde lhe viu
nascer.

Aos seis anos  de idade foi para a escolar primária, logo na terceira classe já manifestava o  desejo de ajudar os outros. Os inesquecidos professores como o
Sr. Carlos, Sr. Antonio e  Neco Fonseca, Sr. Artur, Sr. Jorge e Padre Antoninho, viram nele qualidades comunitárias apreciáveis confiando-lhe ensinar e ajudar os
outros na mesma  escola com seus trabalhos escolares.  

Depois de cumprir na casa com os regulamentos familiares, encontrava sempre tempo de lencionar outros amigo/as nas sua casas, ajudando-lhes a superar
os trabalhos  da educação escolar.

No trabalho, era mesmo exemplar, fazia tudo com brio e amor; na comunidade, era  mesmo de se desejar.
Foi assim durante toda sua juventude, era incapaz de ofender, participou sempre  na comunidade dando o melhor de si mesmo.
Emigrou-se quando tinha pouca idade, vinte e poucos anos, o destino era Portugal – Lisboa, onde tinha família e amigos, trabalhou por algum tempo e depois
de Lisboa já casado, veio para os EUA, Scituate, Massachusetts,  chegou, gostou e trabalhou honradamente sem esquecer a sua querida terra e familiares em
Cabo Verde.

Depois de algum tempo, divorciou e casou se novamente, mudou para Rhode Island, Central Falls, trabalhou e  constituiu a sua familia  adaptando às
circunstancias da vida.

Nos EUA, o seu espírito de camaradagem e participação na comunidade alargou se ainda mais nao importando distancias ou tempos, sempre estava
dispónivel para dar e ajudar sem pedir nada de retorno, era assim o seu jeito de viver e conviver durante toda sua vida.

Assim foi um retrato superficial, de um ponto de vista pessoal  dum amigo e primo do   Francisco Antonio Fontes (Nhonho de Lim),  só que a ironia, ou como
custuma se dizer, o destino da vida me leva a falar um pouco mais, porque no momento que ele mais precisava de ajuda, praticamente ninguém lhe
compreendeu o seu pedido de ajuda.

Somos o que somos, o nosso passado tem muito a ver com o nosso presente, quando perdemos ou esquecermos
a maneira de que fomos criados, ou perder um pouco da  nossa cultura, tudo  vai ter repercursão de uma maneira
ou outra, até pode ser mesmo perigoso nas nossas vidas.

O mundo parece que está girando mais depressa, tudo está cada vez mais condicionado ao tempo e ao
materialism, esquecendo a tranquilidade do espirito que devia ser sem  stress, menos a dipressão e igual a uma
vida vivida com esperança e mais harmonia.  

As religiões nao salvam  ou curam a ninguém, é  preciso entender que as religiões ou seitas historicamente sempre
estão em conflictos entre si mesmos,  a convicção ou a fé muitas vezes não são suficientes para pôr nos num
equilíbrio positivo psíco-mental, especialmente quando não aceitamos ou consideramos factores  hereditarios e
ambientais que criam  sintomas de um desequilíbrio  mental nas nossas vidas.  

Desta maneira uma pessoa pode não estar num estado de control de si proprio que é o mesmo que dizer
no seu normal, o importante é saber que pode e haverá sempre um reverso desta situação procurando
meios  medicinais  apropriados e certificados que podem interceder positivamente na maioria dos casos.
O importante é saber que a própria pessoa pode nao dar conta desses meios  de ajuda disponível,  é nisso que
os amigos, familiares,  serviços sociais, e até governo, podem inteferir evitando assim o desviamento social e
negativo da pessoa salvando lhe assim consequentemente a própria vida.

O problema de suicídio está ligado ao estado mental da pessoa e a muitos factores mas deve ser visto e tratado
medicalmente  com toda atenção que ele merece sem ver diferenças, lucros ou perdas.

A comunidade e  a comunicação social,  o governo, o individuo devem dar mais atenção aos problemas sociais  especialmente à saúde mental,  criando  
campanha de sensibilização para acabar com o estigma da doença mental, fazendo com que um psicologo ou um psiquiatra seja entendido ou visto como
simplesmente um médico de saúde e não como uma pessoa que trata maniácos e doidos da cabeca, porque numa sociedade progressiva a saúde e o bem
estar   mental duma  pessoa ou das pessoas está interligado ao desenvolvimento, a paz e o progresso.
Joaquim Fontes
Randolph MA EUA
9 Dezembro, 2010
30 Dez, 2010
                                                     MENSAGEM PARA COMUINIDADE

O Novo Ano sempre deve ser encarado com optimism com novas espranças e  solidariedade comunitária entre todos.
O ano velho sempre passa com recordações de alegria e tristeza para muitos,  o importante é seguir sempre para frente e procurar fazer com que o ano novo
seja de paz, saude, alegria.  

O espírito de entre ajuda ou solidariedade da nossa comunidade, manisfesta se sempre nos momentos alegres   ou difíceis das nossas vidas, isso é sinal de
união e amabilidade que deve ser sempre preservado não obstante nossas diferenças.

Sempre devemos concoradr em descordar num tom amigável e de compreensão, porque assim fazendo, ficamos mais capazes de fazer o melhor.

A nossa comunidade está passando por um periodo um pouco de intranquilidade  onde, podemos ver muitos dos nossos irmãos e irmãs a serem desviados
do caminho da tranquilidade, causado em grande parte por  instabilidade  sócio económico e por decisões que se pode  dizer, politicamente erradas.

É de todo nosso interesse, continuarmos a fazer  melhor e acreditar mais em nós mesmos.

Vamos entrar num periodo de muita importância nas nossas vidas,  ou seja o  processo democrático de eleger os nossos representantes  oficiais  para mais
um novo mandato de conduzir os destinos de Cabo Verde.

É preciso sempre consciensializar-nos e escolher o melhor dos nossos representantes que possam  conduzir o destino do nosso país num mar de
tranquilidade e que possam aceitar a contribuição do mais fraco e do mais forte.

Para finalizar lembramos sempre os que já partiram, entre os quais o recente e saudoso cantor e músico, Norberto Tavares,  que muito fez para a comunidade e
a todos que de alguma maneira ou outra contribuiram, e que sempre vamos lembrar.

Joaquim Fontes
Randolph USA
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

24 Dez 2010
BARÓMETRO POLÍTICO EM CABO VERDE

A balança política concernente às próximas eleições legislativas em Cabo Verde está mudando constantemente provando uma vez  que o regime democrático
está funcionando bem.

Falta menos de dois meses para que os Cabo-verdianos  uma vez mais vão decidir qual é o team politico que vai vencer e  encabeçar o novo governo desta
exemplar e  promissora democracia.

De momento  há  três Partidos Políticos dotados de largas experiências   que estão a dar o máximo para atingirem o objéctivo final que é ganhar as eleições.

De  um  lado está o team PAICV,  que tem estado governando Cabo Verde há já dois mandatos recheado de  muitos veteranos de altos calibres no campo da
política.

Do outro lado, está a equipa do MPD,   também com muitos políticos de alta craveira que tem vindo incansavelmente reorganizando  e combinando tácticas
politicas  inteligentes a fim de poder governar outra vez.

Por último e por agora,  está a equipa do UCID, que tem vindo progredindo e modernizando cada vez mais,  aprendendo ao longo da jornanda e pronta a
desequilibrar a balança política e oferecendo sempre uma outra alternativa.

O bipolarismo político em Cabo Verde contrasta sempre com outras alternativas,   numa democracia jóvem e num país quase sem muitos recursos isso pode
não ser muito vantajoso mas, felizmente até agora tem funcionando bem.   

Temos assistidos por algum tempo as manobras políticas dos teams intervenientes,  fazendo quase tudo para divulgarem suas menssagens  de como navegar
ou governar politicamente o país na arena nacional e internacional num mandato novo.  
Não vai ser fácil especialmente  durante estes tempos dificeis e de muita agitação  económica onde qualquer um governo vai precisar de alguma espécie de
coligação  para poder levar o barco a um porto seguro.  

Cabo Verde não é excepção à  regra, o que está  passando na arena internacional, está influenciando ou vai influenciar Cabo Verde duma maneira ou outra.

É preciso ter grandes visões para antecipar ou minimizar ao máximo as consequências negativas  das ondas altas económicas  que estão ondulando  nas
praias doutras nações onde o desenvolvimento económico tem sido retrocedendo criando um índece de grande   desemprego  motivado e premetitado por  
decisões politicamente erradas.

Voltando a campanha e o campeonato político em Cabo Verde para as eleições de 6 Fevereiro,  2011,   foram considerados  ou implementados  algumas
tácticas no campo  político  de alguns teams que podem ser contraproducentes  na expectativa de  um bom resultado.

O jogo  político pode ser comparado com uma partida de xadrez , o posicionamento das peças tem de serem considerados baseado nos movimentos  das
peças do adversário e muita cautela deve ser tomada antes de fazer um avanço.

Os  bons treinadores das equipas normalmente não mudam muito o esquema táctico das equipas, especialmente se estão acostumadas  ou habituadas a
vencerem,   quando algum jogador está fora de forma uma substitiução inteligente pode não desestabilizar o team; mas quando uma mudança ocorre sem ser
tomadas  em consideração resultados positivos  anteriores tudo pode mudar.   

A equipa do PAICV, fez exatamente isso na diáspora,  colocando dois bons jogadores , mas com poucas experiências no terreno e nestas  andanças porque
ambos nunca jogaram partidas  deste caliber na diáspora.

Por exémplo, aqui nos USA o conhecimento do terreno político é de capital importância para um bom resultado, quando isso não é tomado em consideração
tudo vai ficar mais dificil ou mais complicado, podendo até influenciar mesmo o resultado.

Também no circo da Europa, o movimento de colocar ou substituir um jogador  com um outro baseado somente em analises diplomáticos e sem contar
fáctores  comunitários e éticos pode ser  um pouco negativo ou contraproducente   para o team PAICV de alcançar um resultado desejado.

Do lado do MPD,  as tácticas de jogadas estão menos semelhantes  às dos anos  anteriores  que perderam  várias partidas, desta vez estão adoptando  novas
tácticas baseando em  esquemas  ofensivas   em vez de defensivas , e isso poderá trazer vantagens  para o team.  
Em Cabo Verde, a história nos ensina  que o fáctor decisivo nas victórias das últimas eleições  para os Tambarinas, foram conseguidas com os votos da
diáspora onde tinham um alto nível de coordenamento politico na comunidade especialmente nos USA.

Neste momento o barometro político está pendendo mais para os Ventoinhas , mas isso nao quer dizer que vai continuar ou é uma certeza.   
Na política há que se considerar sempre o fáctor económico  da comunidade ou o nivel de vida do eleitorado,  porque quando haja um alto nível de desemprego
em qualquer país o resultado politico nas urnas pode ser altamente influenciado por este factor, politicamente falando.

Quinquim
Randolph USA
A todos desejos de Festas Felizes.
        A PROPÓSITO DO CONTROLE DA INTERNETE

Os políticos estão sempre no ataque ou na difensiva, uns pactuam pela verdade outros, procuram mudar a verdade pela mentira porque, foi assim desde o
aparecimento desta arte social.
O tema controlar a internete ou limitar a liberdade de expressar é bastante crítico em muitos aspéctos e deve ser analizado separando o alho pelo bugalho.

Por exemplo, é de muita importância tomar ou implementar medidas sérias urgentes respeitante a proteger as crianças que estão expostas diariamente ao
espaço cibernético salvaguardando seus direitos de um bom desenvolvimento psico – fisico social na sociedade.  

Um outro aspecto também importante é sobre a segurança que logicamente deve estar sempre presente mantendo ou evitando possíveis perigosos
ataques á comunidade ou instalações sensíveis de qualquer país protegendo assim a sua soberania.  
A quetão da censura ou proteção da Internet são vertentes polémicos que colidem no mesmo espaço e depende em grande parte da hegemonia política e
social do indivíduo, da sociedade e principalmente do governo de cada país.
Citando alguns casos de controle Estatal da internet,  por exemplo,  em Saudi Arabia, por causa da religião certos conteúdos on line como pornografias ou
temas considerados ofensivas a religião são filtrados pelas agencias governamentais, bloqueando assim acesso popular destes conteudos.

Na China, todos os internetes cafés são obrigados a guardarem endereços URL de todos os sites visitados pelos internautas, impedindo assim acesso a
certos sites de jogos ou conteúdos adultos que consideram uma ameaça a soberania e ao regime do país.
Muitos países tem alguma forma de controle dos conteúdos ciberneticos on line, uns claramente e extremamente politicamente censurados,  outros menos
censurados.  Segundo o site online Globo.com, os Estados Unidos de America, regeitou o controle da internet pela ONU, alegando que isso "sufocaria
fatalmente o dinamismo da internet" enquanto a Russia e a China querem que a ONU controla a rede social ou a internet.

A Internet éum meio moderno da comunicação social que está expandindo cada vez mais mais, é um pouco diferente da rádio e televisão que são
considerados (Push technology) que envia conteudos directamente aos utentes e são fortemente regulados por muitos países ou governos de tal maneira
que infligem directamente e negativamente no direito de ter ou receber informação.

A internet por outro lado, considerado (Pull technology) muito mais interactivo em muitos aspectos e com mais controle pessoal, permite muito mais
interactividade e liberdade de escolha, dificilmente poderá ser controlado ou censurado no seu todo sem se infligir no direito e liberdade de expressão.

Na politica o medo é um factor negativo que condiciona realizações praticas positivas em beneficio da sociedade e que impede o desenvolvimento psíco
pessoal de qualquer individuo; conforme disse o famoso Presidente Norte Americano Franklin D. Roosevelt "A única coisa que temos a temer é o próprio
medo".

Os anónimos ou anonimatos sempre existiram e continuam existindo, praticamente são forçados a existirem desta maneira por causa da falta de liberdade
ou outras causas, ás vezes defendendo ideias próprias que no fim poderá mudar positivamente as circunstâncias e por outro lado infelizmente, muitas vezes
são considerados verdadeiros ataques negativos a personalidade pessoal e até mesmo mesmo familiar.
Os aspirantes ou jovens políticos Cabo-verdianos, devem ser encentivados positivamente nesta arte social e pré-parados ou self-educados, prevenidos de
antemão que o jogo político vai ser sempre complicado e duro de ambos os lados e que os medrosos dificilmente vão poder defender suas ideologias e os
interesses da comunidade .

A liberdade de expressão não deve ser condicionada ou manipulada a favor de um ou outro, mas sim encarada de uma forma democrática social que
possibilita salvaguardar o direito individual e da comunidade sem ser controlado negativamente por nenhum governo.
Em Cabo Verde, um pais imergente na tecnologia de ponta ou internet também, deve ter algum control em beneficio da segurança nacional e comunitária
mas, implementar um policiamento político social na net estará frontalmente contra a liberdade de expressão que poderá ter repercurssões graves a nossa
democracia.

Segundo alguns jornais online disse o Dr. Jose Maria Neves, Primeiro Ministro de Cabo Verde, num seu recente discurso, falando sobre os anónimos na
internet, uma declaração mesmo político e polémico ao dizer que ele sabe ou tem todos os nomes dos anónimos que estão presentes nos jornais online
em Cabo Verde. Ora a confirmar esta afirmação tudo leva a crer que o espaço cibernético neste país está sendo policiado de alguma maneira, pondo
mesmo em perigo o livre fluxo de informação na comunidade.

desencorajar ou nao incentivar indivíduos ou candidatos políticos a uma carreira nobre social por causa de criticas negativas dos anónimos seria um erro
porque como sabemos todos os bons políticos tiveram sempre na frente críticas negativas pessoais e fortes obstaculos que de alguma maneira ou outra
tiveram que ultrapassar em prol da verdade e da comunidade.

Joaquim Fontes
Randolph USA
13 Setembro 2012
ACESSIBILIDADE NO ENSINO ESCOLAR - POSTO ESCOLAR DE COVA FIGUEIRA

O Posto Escolar de Cova Figueira, como era chamado noutros tempos, foi construido mais ou menos nos anos de mil novecentos e
quarenta,  possivelmente era o único que existia em toda freguesia de Santa Catarina. Os estudantes que moravam a alguma distancia
de Cova Figueira, tinham que fazer o percurso diário a pés ida e volta, cerca de mais de dez kilometros, uma situação bastante critico
para qualquer estudante.  Este factor negativo infelizmente ainda está existindo, pondo muitos estudantes do Concelho de Santa
Catarina em desvantagem em relação a outros.

Este Posto Escolar, tem a sua propria história, lembro do tempo da minha primeira classe nesta unica sala de ensino que englobava
todas as classes da primeira a quarta mas, havia um método curioso que os professores usavam, alguns estudantes eram praticamente
obrigados a ensinar os outros, este método resultava mesmo porque além do medo da palmatória e varadas que era frequente os
estudantes ficavam sem saida, tinham que aprender e satisfazer as regras do professor.

Bons Professores, passaram por esta edificio escolar, lembrando apenas alguns nomes, como o Sr. Carlos, os irmãos Fonsecas,
Antoninho e Neco, o Sr. Jorge, Sr. Artur Venancio, D. Lucia, o Sr. Padre Antoninho, professores estes que exigiam o máximo dos
estudantes seja em que desciplina for. O método era diferente comparado com o actual mas, sem duvida nenhuma resultou mesmo.
A remodelação deste Posto Escolar e a sua transformação para uma Biblioteca, foi imposta pelo tempo e já havia tempo que devia ter
feito esta transformação porque é mesmo símblo ou património deste Concelho, praticamente é um postal de referencia da cidade de
Cova Figueira que estava mesmo degradado.

Na remodelação deste estabelecimento de ensino parece que um ponto importante foi esquecido, tem a ver sobre acessibilidade; alguns
estudantes portadores de dificiencia fisica terão grandes dificuldades de transpor barreiras fisicas, como escadas para entrar e acessar
os estudos neste estabelecimento de ensino.
Eh uma questao de incentivação, mais atenção deve se ter em conta sobre este tema social que so vai beneficiar a comunidade em geral
porque o direito da educação deve ser universal e sem barreiras.

J. F.
12 Fev 2013
                         Papa Bento 16, Demite  Inesperadamente

A decisão do Papa Bento 16 de sair do ministério papal, deixou a maioria dos católicos um pouco surpreso com esta inédita tomada de posição.

Talves seja o estado de saúde do Pontifice que deve estar no meio desta inesperada decisão.

O mundo está evoluindo rapidamente e a dogma da fé católica não tem acompanhado bem esta transicao mundial e muitos estão a dizer que as igrejas
também devem estar a passo desta transformação cultural e social.

Na Europa, um continente secular em muitos aspectos da fé, sempre teve um Papa europeu no Vaticano e isso parece ser entendido como um factor de
influencia religiosa da Igreja Catolica. Por outro lado as mudanças sociais no Globo, parecem estar a influenciar muitas religiões  directamente ou
indirectamente.

Na Igreja Catolica, a firmeza de resistir algumas mudanças fundamentais parece que está ficando cada vez mais enigmática porque muitos dos jovens ou
mesmo muitos segmentos da população estão de acordo e esperançado para que haja mudanças senão radicais mas aceitaveis a todos.

A convicção de que as mulheres poderão vir a ter mais igualdades no ministério católico está ganhando mais aceitação e, possivelmente num futuro não
distante esta igualdade poderá ser eventualmente aceitada nos bastidores da Igreja Catolica.

Um ponto ainda mais crítico ainda neste contexto é a aceitação da homosexualidade e o direito de casamento que está tomando um cariz problemático em
muitas igrejas sobre igualdade de aceitação. Em muitos países a comunidade em geral está considerando este enigma positivamente implentando leis
legais sobre isso.

Sobre esta problematica social da homosexualidade dentro da religião tudo leva a crer que muita tinta vai correr e, muitos discursos vao ser feitos mas, uma
coisa é certa o Criador ou Deus, nao discrimina de nenhuma maneira, fomos criados para viver livremente e nesta ideia todos deverão ou serao aceitados.
J. F.
12 Fev 2013
9 Fev 2013

BAR BENFICA UM MARCO NO CONCELHO DE SANTA CATARINA FOGO CABO VERDE

A preservação, manutenção e a construção, são três fáctores  que devem estar sempre presentes no decurso das nossas vidas.
A perservação conserva a nossa história, a manutenção possibilita a continuação e a construção possibilita o avanço .
O conhecimento não depende da politica mas, a politica pode influenciar o conhecimento, quando assim acontece, devemos ponderar as consequências
que podem ser positivas ou negativas e, tirar uma boa conclusão.  

As vezes aprendemos com os erros,  quando não for assim, dificulta se de muitas maneiras…. a comunidade não beneficia e pode mesmo retroceder.
O Bar Benfica, pode servir mesmo de um exemplo nesta analogia porque egloba estes três parámetros.

Com uma existencia de mais ou menos cem anos e num tempo onde praticamente não   havia muitos engenheiros na terra, e possivelmentes construido
por pedreiros e chefes,, este edificio bar aguentou o desgaste natural de vários sacudidas vulcánicas e pessoal dos tempos, durante varias geracoes,
continuou a sua existencia  dentro da comunidade,  seguindo bem firme a sua trajectória cultural de servir todo aquele que por lá passar.
Propriedade dum ilustre filho deste Concelho, o Sr. Joaquim Monteiro Fontes, - e agora propriedade da mesma familia - durante uma curta existencia da
sua vida, prestou a comunidade o seu serviço e prestimo, tendo servido por alguns anos como Regedor da Freguesia e também foi um avido e
progressista comerciante  que muitas vezes importava e exportava algumas mercadorias,  tudo relacionado com este edificio agora Bar Benfica que dantes
provavelmente  tinha um outro nome mas que  está continuando e fazendo sua historia.

O intento deste apanhado escrito para além de elucidar os mais novos, serve também para fazer uma  especie de analogia entre Bar Benfica e o edificio
Agua Brava, construido no lugar onde era chafariz, contruido supostamente por directrizes professionais mas que infelizmente, sofreu auto-destruição
deixando muitas perguntas no ar sem a comunidade saber ao certo o que passou, quem são os verdadeiros responsaveis e, se tem alguma chance de o
Municipio recuperar um novo edificio constrido com mais segurança capacitando melhor assim a comunidade.
Para aprendermos  melhor, quando algo assim acontecer, deve sempre haver investigação apropriada e apurar os culpados se houver culpados …
satisfazendo assim a obrigatoriedade de informar a comunidade.

Muito já foi ventilado sobre esta deficitária construção mas muito pouco veio de cima, talves algum dia ou alguem  de direiito poderá sentir o heat da critica e
trazer luz a causa este falhaço arquitetonico.

Aos participantes do Bar Benfica que continuam divertir neste espaço mas lembrando sempre, o groque em demasiado faz mal à saude.
Joaquim Fontes
30Junho 2013
                SOLIDARIEDADE COMUNITÁRIA

Quando as pessoas da comunidade solidarizam imparcialmente e sem a cor política no meio, geralmente pode se ter uma diferença positiva entre todos.
Na vida ninguém está acima do seu destino e tudo, acontece por alguma razão ou outra. A ideia de ser perfeito é relativo mas, ser diferente,  pode se dizer, é
mesmo natural.
Natal de 2012, no Concelho de Santa Catarina, Fogo, Cabo Verde, para as famílias e dificientes daquela localidade foi mesmo especial graças a
solidariedade comunitária, boa vontade e os esforços da Sra Sonia Maria Alves Fonseca, amigas e amigos, que uniram para para um objéctivo comum de
trazer alegria a todos que participaram neste evento.

Sem dúvida nenhuma o Concelho de Santa Catarina na ilha do Fogo, carece de muitos recursos principalmente financeiros, relativamente falando. Os
recursos humanos dos filhos e filhas de Santa Catarina, na diáspora e em alguns sectores da sociedade no país é bem diferente e com uma compreensao
melhor e sentido comunitário muito mais podia ser feito ou melhor ainda, muito mais pode ser feito.

Perder tempo em críticas não construtivas, fazer menos ou quase nada, só atraza a vontade de cooperar desinteressadamente no sentido de fazer algo para a
comunidade que a todos pertencemos.
A Associação Projécto Santa Catarina Fogo, foi criada com a ideia de englobar todos neste mesmo objectivo sem qualquer distinção mas sim ,colaborar com
a comunidade e outras associações para que haja união em prol de fazer uma diferença positiva dentro da sociedade que a todos pertencemos.

De passage  nos USA, a Senhora Sonia Maria Alves Fonseca, reuniu com a APSCF onde ela expôs a associação a crua necessidade social que a população
enfrenta dia a dia principalmente os mais carenciados.
Durante esta curta estadia na comunidade Sonia, conseguiu angariar muitos materiais de necessidades pessoais de saude que vai beneficiar as pessoas
portadoras de dificiencia no  Concelho de Santa Catarina. Foram angariados materiais que já estão em três bidões a serem enviados para o concelho em
nome da APSCF para a Senhora Constantina e Senhora Sonia, a fim de serem distribuidos a população que mais necessita. Estes materiais serão exentos
do custo de despacho concedido pela Câmara Municipal.
Entretanto, a APSCF já tem mais duas encomendas prontas a serem enviadas para jardins de Cova Figueira e Chan das Caldeiras.  Brevemente outras, serao
enviadas para outras localidades.
Para terminar, ficou concordado que a APSCF vai fazer esforços no terreno no concelho para organizar e criar estruturas para colaborar melhor entre todos os
membros.
APSCF
Randolph, June 30, 2013.    
                         EMIGRANTE E SUA TERRA

Em Cabo Verde, depois da implantação da democracia ou da transição democratica para pluridade partidária, o sector privado de noite para dia, sofreu uma
grande alteração, dando mais oportunidade as empresas de se formarem e a individuos de criarem seus pequenos negocios em conformidade com a
mudança do regime politico.

Não é segredo nenhum, dizer que Cabo Verde, vive praticamente de ajuda externa, principalmente dos seus emigrantes.

Durante todos estes anos pos-independencia, uma grande parte de ajuda externa foi na forma de donativos com algumas clausulas socias anexadas que
o governo de Cabo Verde tem de cumprir; por exemplo, a ajuda ou donativo que os EUA esta oferecendo premiando a democracia do pais tem sido
supervisonado duma forma bastante eficiente evitando assim desvios economicos que poria mesmo em perigo a continuação desta mesma ajuda.
Paralelamente a ajuda -praticamente – gratuita, tem as ajudas em forma de empréstimos que Cabo Verde, está contraindo sempre e, em muitos casos
com um alto risco, criando assim um deficit  negativo que este país provavelmente nao vai poder suportar.

Alguns paises uma vez por outra, perdoam dívidas mas nao se pode viver contraindo dividas para além dos recursos naturais que o país tem. Para se
poder ter um futuro risonho  e evitar uma catastrofe economica ha que previnir agora e nao passar a geracao futura o encargo de vir a pagar o que nao tem
de pagar.

A outra parte que sustenta  ou está sustentando Cabo Verde e que é muito pouco falado na boca dos governantes é a diáspora Cabo-verdiana
principalmente a dos EUA, onde calcula se que tem mais conterraneos do que no próprio país.
O sector privado em Cabo Verde, em que a maioria dos emigrantes participa precisa claramente mais atenção governamental para diminuir a burocracia
que está prejudicando o seu avanço em vez de condiciona-la.
Os emigrantes de hoje, estão totalmente consciencializados dos seus direitos e das suas contribuições para o desenvolvimento do seu país, por isso,   
regras precisam ser alteradas ou criadas para que o fluxo emigratório continua aumentando em vez de diminuir.

Uma grande parte dos emigrantes queixam se de altas tarifas alfandegarias e a demasiada morisidade nos levantamentos das mercadorias nas
alfandegas que as vezes ultrapassa mais de dois meses ou mais o que prejudica grandemente as pessoas envolvidas que as vezes por necessidade
laboral e outras, são obrigadas a deixarem tudo atrás para voltarem ao país de acolhimento.

Por outro lado e relacionado também com a emigração , um tema critico, é a tarifa que a TACV, está praticando cobrando um preço bastante elevado em
comparação com outras companhias cobrindo quase a mesma distancia aérea, impediindo assim muitas pessoas de poderem viajar para a terra natal e
visitar suas familias.
Falta de concorrencia, burocracia, super lotação laboral ou passagens facilitadas podem estar em certa medida na disparidade ou diferença destas tarifas
na TACV.  
Seja como for o emigrante não deve ser nunca explorado ou sentir  afastado e isolado na sua própria terra e nem tão pouco, deve considerar superior mas
sim, integrar mutuamente e procurar perceber as mudanças ocorridas no tempo e espaço de um lado a outro, certos condicionamentos e responsabilidade
na sua vida  a fim de preservar a continuidade e harmonia social entre todos.
J. F
28 Agosto 2013
                 AOS PRIMOS CLAUDIO & ELISA VEIGA
Ao longo da jornada da vida o fáctor optimismo e a procura da felicidade tem muito a haver com nosso desejo de concretizar velhos
sonhos que fazem parte das nossas vidas no presente e futuro.
A decisão de juntar duas vidas, depende de muitos factores como é lógico mas, a vontade de seguir esta jornada centra se mais no
dar e receber equitativamente e saber valorizar o amor e amizade dentro dum contexto mutual.
Neste áspecto e nesta ordem de ideia, perante a família, amigas e amigos, Claudio A F Veiga e Elisa M M G M Veiga, uniram suas
vidas com a certeza de celebrar o amor, no dia 20 de Julho de 2013, no  Thorny Lea Golf Club na cidade de Brockton
Massachusetts,   numa noite propícia para esta desejada celebração que tudo indica vai perdurar na memória e para sempre. Ao
casal celebrante votos de felicidades e que esta jornada seja sempre replecta de felicidades.
Veja imagens    
                       REFLEXÃO COMUNITÁRIA FIM DE SEMANA

Ajudar a sua comunidade não obriga ou estar condicionado a partidos políticos ou a interesses especiais mas sim, ter na mente que uma sociedade ou
comunidade pluralista e democrática não se constroi so com palavras ou discursos.  Deve se ter sempre presente que o resultado normalmente, depende do
trabalho e que a boa vontade na maioria das vezes ajuda a cocretizar os objectivos.
O que se faz de bom ou com intenção comunitária geralmente reflecte de uma maneira desinteressada  e positiva seja qual for a crença ou ideologia.
Uma consciência clara pode discernir ou mesmo, ver numa dimensão diferente sobrepondo obstáculos e contratempos possibilitando assim focar ideas
positivas numa direção certa.
Ter a noção da nossa integração, lugar, posição e dever na comunidade em relação as preocupações do dia a dia ajuda a encontrar possíveis soluções que no
fim poderá ser benéfico a todos.
Estar ciente da sua participação seja qual for o lugar ou lado que estiver é mesmo internamente gratificante.   
No contexto social relativo ao desenvolvimento comunitário muitos exemplos devem ser aproveitados ou pelo menos apreciados.  O relacionamento social com
o próximo, um amigo, um parente ou mesmo em muitos casos mesmo indirectamente com um desconhecido, deve sempre centrar se na amizade ou amor,
este dom herdado gratuito na vida.  
Citando uma referencia Bíblica que pode elucidar nossos pensamentos em relação a nossa vivência na comunidade, quando o Profeta Moisés, depois de um
periodo de muita imaginação, preocupação ou mesmo incerteza a dado momento num dia, encontrou com Deus ou Jeovah ou um Ser Divino Superior de uma
forma extra-ordinaria lá no alto de um monte, levado por algo extra-natural, ouviu uma vóz que vinha de um fogareiro, a dado momento, logicamente, quiz saber a
origem de tudo aquilo quando, ouviu a resposta na vóz a dizer: “Eu Sou Aquele Que Sou”,  uma resposta profundamente abrangente e relacionado com todos
nós; nós existimos, somos criados naturalmente e de um a maneira especial e com objectivos e propósitos, não foi por acaso.  A vóz que saiu do fogareiro,
claramente demonstra que é amor verdadeiro, o mais sagrado, o mais poderoso o inicio de tudo.
Em todo Ser Humano, há algo minúsculo relacionado com a afirmação que Moisés ouviu, algo desta sentença que herdamos e que sempre está presente nas
nossas vidas. O fácto de dizer também,” Eu sou“ implicitamente esta ligádo ao Divino que criou tudo.  
Devemos aproveitar deste dom, deste Amor que pode vencer tudo para uma transformação interna própria e que conduz a uma tranquilidade, a uma certeza de
cumprir os desígnios da vida.
Nós não somos donos das riquesas materiais e nem tão pouco dono da nossas vidas; se pensarmos que somos donos, enganamos a nós mesmos . É como
ter um carro comprado ou hipotecado que se usa  até outro aparecer ou não. Dizemos muitas vezes eu tenho herdeiros e as minhas coisas, vão continuar para
sempre. O que se transmite de geração a geração é o amor que todos tem e a maneira de deixa lá  livremente progredir sem contornos malígnos do espirito ou
da energia negativa.
J. F.11
Out 2013.
27 November 2013
                         AGRADECIMENTO

Amanhã é celebrada nos EUA o dia de Thanksgiving ou Ação de Graças, uma data mesmo especial e com um profundo sentido quer religioso ou não.
Dar graças, significa mesmo um reconhecimento de algo recebido.  Nao importa o lugar ou o tempo, o significado é o mesmo.
No tempo da colonização dos EUA pela Inglaterra os nativos Indios nestas paragens, tinham uma cultura própria bem diferente de outras culturas mas
mesmo assim ao longos dos anos assimilaram sem perderem os traços originais de darem a terra o seu verdadeiro valor.
Na época dita moderna onde tudo parece estar rapidamente transformando sem saber o verdadeiro fim, as gentes, as famílias, amigos ou amigas,
ponderam por alguns instantes para reflectirem o quanto tem sido mudado durante o tempo com a ideia de se reencontrar a si mesmo.
Amanhã dia de Ação de Graças nos EUA, muitas familias, amigos e amigas, procuram manter sempre este anual reencontro de uma maneira ou outra;
viajam grandes distâncias, passam por intemperis do tempo e impasse nos transportes até fazer o contácto outra véz.
Diversos fáctores conjugam para isso mas e o objéctivo é comum a todos, procurar cumprir uma missão registada no tempo e bem familiar que se repete
anos após anos.  
Talvés a força ou poder do Amor, está por atrás desta prática cultural e social nos EUA e também, em outras partes que se realiza talvés de uma maneira
diferente  mas, tudo impulsionado pela mesma vontade.  Um Feliz Dia de Thanksgiving ou Ação de Graças
J. F.
18 Nov 2013
              FESTA ANIVERSARIO CABOVIDEO
A comunicação social em suas diversas  formas  de apresentação, tem como objéctivo principal informar a comunidade que, por sua véz usa a informação
de diversas maneiras para poder inteirar e tomar  decisões relevantes aos problemas do dia a dia.
Quando a informação é transmitida ou veiculada duma maneira prática, fididigna e sem atachos laterais a comunidade sempre beneficia.

CaboVideo,  um programa televisivo   da comunidade dIrigido e produzido pelo seu produtor ,Valdir Alves e sua equipa, tem estado servindo semanalmente
uma vasta multicultural audiência  por mais de duas dezenas  de anos, trazendo a baila diversos pertinentes assuntos relativos a comunidade  sempre
com o intuito  de dar uma contribuição positiva relativa à mesma.
CaboVideo, comemorando mais um aniversario da sua existencia  o seu produtor Valdir Alves, proporcionou desta vez um grande  espectaculo para o seu
publico com uma noite inesqucivel no Beira Alta, Fall River, Massachusetts, onde estiveram presentes destacadas personalidades da comunidade tais
como o Consul geral de Cabo Verde Sr. Pedro de Carvalho, Deputado do MPD Sr Candido Rodrigues, muitas outras idividualidades politicas e sociais da
comunidade, grandes artistas como Djozinha, Jorge Santos e tantos  outros acompanhados de uma excelende banda musical onde esteve Timas e
colegas sem esquecer  a estrela da noite, Miss Rhode Island, Christina Palavra, que com uma casa super lotada deixou gravada na memoria uma noite
inolvidavel.
VER FOTOS
J . F.
Dez 9-2013
                           Meditação princípio da semana

Para muita gente a Segunda Feira comeca com a rotina de sempre; trabalhar, comutar ou viajar, relacionar ate chegar mais um fim de semana. Comecar
esta rotina com um espirito ou vontade positiva faz com que a tarefa seja mesmo satisfactoria.

Para outros iniciar a semana significa mesmo um problema a ser resolvifo de uma maneira ou outra. Lembro de uma conversa com o amigo ha ja algum
tempo a caminho da escola que ele me aconselhou; se comprar um carro novo nos USA procura a ficha do carro porque se for feito numa segunda feira
muitos parafusos cairao sem tempo. Reflecti um pouco e conclui que que isso pode ser verdade.

Cada dia deve ser encarado duma perspectiva diferente com os seus proprios objectivos seja qual for. Pensar familia amigos inimigos duma forma
positiva ajuda a descarregar a consciencia dando lugar a uma carga de energia refrescante.

A familia esta no centro do universo humano e nunca de nenhum jeito deve ser discriminada por mais que seja dificil de aceitar isso mas eh bom procurar
reconciliar ou pelo menos pensar nisso.

Os amigos eh so pensar que sem amizade ate a familia sente ou pode sentir este factor e prejudica o relaconamento. Portanto nada melhor que ter bons
amigos e saber valorizar este parametro da vida.

Os inimigos quando deliberamos ou manipularmos nossa consciencia de como pagar na mesma moeda sera mais dificil a reconciliacao seria bom
pensar o motivo e procurar disviar a raiva doutra maneira gastantando esta energia negativa em algo benefico um bom passeio ou ginastica uma boa
conversa um bom pensamento pensando paixao amor conquistas ou um passado feliz ajudar a desviar e desvanecer esta energia negativa.
Hoje numa reuniao di grupo um amigo que nunca tinha visto antes fez uma apresentacao pessoall da sua vida que deixou todos reflectindo duma maneira
o quanto este amigo tem a forsa a capacidade e a vontade de contribuir e dar o melhor de si nesmo. Este amigo segundo a sua perccepcao ou vontade de
viver mostra claramente qye por mais que seja o sofrimento sempre ha aquela diminuta esperansa que de um momento oara outro a solucao pode
aparecer como aconteceu milagrosamente no seu caso.

Portanto pensamos Amor de diversas maneirar mas com o mesmo denominador amar de qualquer maneira.
Para terminar a todos os amigos aguardarei vossa presenca na Festa di Fim de Ano
Um bom fim de semana a todos.
24 Dez 2013
                          FANTASIA - REALIDADE E NATAL

Natal, uma das quadras  festivas mais celebradas no Mundo. Nesta quadra, milhões e milhões de mensagens são trocadas; a familia reune se, os
amigos contactam de uma maneira ou outra e uma vez por outra os inimigos são lembrados e velhas rixas ou desavenças são corrigidas e saradas.

Natal como tal, tem um outro áspecto bem diferente onde as transformações ambientais e sociais da época como o  comércio, comanda o negócio onde
bilhões de dollars, são trocados com artigos ou os chamados presentes duma maneira bem diferente, comparado com o verdadeiro sentido natálicio.

O nascimento de Jesus, mostrou claramente o verdadeiro sentido de como a humildade humana deve ser encarada. Um verdadeiro Rei, nasceu numa
mangedora, rodeada de pastores e animais,  praticamente ao ar livre  que veio trazer uma outra doutrina, uma nova ordem de pensamento para toda
humanidade, um novo caminho onde a humildade e a esperança são fáctores  determinantes para viver e para a salvação eterna.

Natal como tal, tem a fantasia de fazer esquecer por um pouco o outro lado da vivência onde impera graves problemas, desavenças humanas que por
vezes parecem mesmo impossivel de solucionar.

Povos, nações, gentes, homens, mulheres, jovens a não entenderem o verdadeiro sentido da convivência e do real sentido do dom da vida que é o amor
e que tem sempre nesta sublime palavra  uma oportunidade de se reencontrarem para uma solução melhor.

O interesse, o poder, as guerras, as doenças, a miséria, a riqueza, a diferença ideológica, a procura da supermacia, o ego pessoal, a necessidade, a
fome, os vícios, a preguiça, os desentendimentos em prejuiso da harmonia, o racismo, e sobretudo a falta da fé e esperança, são causas que vem
afligindo ou tormentando a humanidade ou a raça humana praticamente desde o principio.

A luta entre o bem e o mal, é constante, talvés seja o preço a pagar pela nossa liberdade ou sentido de escolha que fomos dotados desde o princípio
que está no direito universal e natural de ser.

A realidade de Natal não está ou não deve estar somente na capacidade de dar mas sim, de entender o seu verdadeiro significado que é procurar
sempre a maneira de continuar  participando no processo ou na causa natalicia, iniciado há mais de dois mil anos e que apesar das transformações
sofridas durante todos estes anos o seu verdadeiro significado continua sendo o mesmo: Amar o teu proximo como a te mesmo.

J. F.
24 December 2013
Randolph MA USA
12 Dez 2013
                                      PULSAR DA COMUNIDADE
A comunidade Cabo-verdiana nos EUA, principalmente na Nova Inglaterra, é mesmo diversificada em muitos aspectos e, está sempre em renovação
mas, no que tange a informação muitas vezes, e em muitos aspéctos,  ela é menos informada, pouco difundida de alguma maneira ou outra.
Muito  tem sido conseguido ou avançado neste teor aqui e em Cabo Verde mas, muito mais precisa ser feito  para que a comunidade possa inteirar In
loco e a distância sobre o que se transpira na comunidade.
Uma comunidade bem informada só tem a ganhar, socialmente, comunitariamente e politicamente.
Um exémplo disso e relevante a comunidade, é a polémica política desencadeada dentro do MPD-USA, a chamada “assuntos internos” dos militantes
dentro deste partido.
Ora, os militantes de qualquer partido, são também membros da comunidade, todos  tem familia, amigos, amigas e conhecidos.  Não se pode ou alias,
não se deve impedir o fluxo de informação para a comunidade porque nem só de votos vive um partido político.
Por mais de um mês, os meandros políticos dos militantes do partido MPD-USA, tem tido desenvolvido uma itensa campanha politica dentro da
comunidade, pondo frente a frente duas partes ou fações antogónicas internas que muitos, consideram uma divisão ou roptura política dentro desta
organização partidária.
Por um lado, está o Deputado do MPD, Cândido Rodrigues, elegido democraticamente há menos de três anos que também, colocou o seu nome na sua
candidatura para dirigir o MPD-USA, na comissão política deste partido pelo círculo das Américas.
Por outro lado, está o Empresário político Alberto Montrond, que disponabilisou a sua candidatura  para uma alternativa na liderança política do MPD-USA.
A comunidade, de algum jeito, inteirou se das brigas políticas entre estes dois mencionados candidatos,    néo é segredo nenhum os jabs, trocados que
em nada reflecte uma coesão política neste partido.
Para fins de informar a comunidade, a redação do site comunitário www.topicos123.com, aproximou os dois candidatos Sr. Cândido Rodrigues e o Sr.
Alberto Montrond, com duas menssagens privadas, objectivo se podiam responder algumas pertinentes perguntas a comunidade referentes ao
desenvolvimento político das tão faladas eleições para a escolha de um candidato a liderança do MPD-USA.
Um dos candidatos, Cândido Rodrigues, respondeu positivamente e disponabilzou, responder a comunidade antes do próximo sábado.
O outro candidato, Alberto Montrond, apesar de ser lhe convidado por algum motivo não respondeu.  
Contamos publicar o conteúdo da entrevista para para vossa apreciação.
www.topicos123.com
                                                   SÃO JOÃO BAPTISTA O PERCURSOR
                                     BROCKTON UMA CIDADE COMUNITÁRIA EM ASCENÃO

As festividades religiosas e populares de São João Baptista, para além de ser religioso tem um importante significado  na comunidade porque está
fortemente enraizada em tradições religiosa e culturais antigas na nossa cultura com reflexos positivos na comunidade.

A mensagem, as romarias os costumes da festa de São João Baptista,  perduraram no tempo graças ao seu significado e os bons ensinamentos  do seu
próprio Percursor ,que tem o poder de unir de várias maneiras  as gentes no comum objéctivo que é a salvação.

Em Cabo Verde, principalmente na ilha da Brava, quem não se lembra as coladeiras, os tambores, as músicas, danças, as missas, as pessoas, as
vestimentas, as comidas, as histórias, contos, promessas,   tradições  e o convívio que se faziam ou que ainda estão a ser feitas, como, saltar as fogueiras
das noites ou véspera de São João, onde as cinzas são guardadas para apaziguar perigosos tempestades, trovões  relampagos mau tempo etc, as magias
da sorte de ovo no copo de água onde as vezes  ao amanhanhecer aparecia mastros e navios que dava sinais ou presságio de viagem, tem gentes  que
predizem azágua  colocando caroço de sal mas, sal de DjadiMaio, numa tábua e se no dia seguinte o sal virar água é sinal de boa azágua ou bom ano
agricola.

Tudo isso são crenças populares que não conhecem fronteiras e que de alguma maneira ou outra continuam sendo praticadas sem prejudicar a convição
pessoal de cada um.

A comunidade de Brockton,  está de parabens ao celebrar impecavelmente  uma vez mais a Festa de Nho Sandjon Batista,  um evento que tráz sempre
recordações do passado  e que faz unir a comunidade culturalmente proporcionando assim esperança no presente e num futuro de traquilidade.

A órbita principal da festa de Nho Sadjon, rodeou se em torno da grande missa realizada na Igreja de St. Edith Stein, que estava a transbordar de fieis com
uma grande cerimonia onde, estveram quatro Padres, Fr. Irineu,  Fr. Joe, Fr. Lino, Fr. Antonio Antonio Leal, que veio directamente de Cabo Verde, para
assistir o evento.  
Estiveram  também presentes para alem  da grande audiência,  autoridades oficiais da comunidade entre os quais o Concelheiro da Cidade Moises
Rodrigues e o Consul Pedro Graciano Carvalho.

Na sua homilia de honra, o Padre Antonio Lea,l falou um pouco sobre o Percursor João Baptista e da importancia da eucaristia,  unidade e a comunidade,
três palavras temas, desnvolvidos inteligentemente pelo reverend  que gera sempre resultado positivo no relacionamento social.

A meio da sua pregação o Padre Antonio, deslumbrou os presentes ao pedir um violão e, com uma canção escrita por ele mesmo em Cova Figueira,  
impulsionado pela magestosa figura do Vulcão cantou e contagiou todos os presentes.

É de louvar a capacidade de organização dos organizadores  desta festa onde tudo correu minusculamente, conforme foi preparado, especialmente o
comportamento de mais de cem criancinhas e jovens que estiveram envolvidos nesta celebração eucaristica/social, onde esteve tambem o excelente  grupo
coral, que apresentou um bom e vibrante reportório musical religioso.

Do meu ponto de vista pessoal e de muitos, a cidade de Brockton, esta de parabens e coisas boas estão acontecendo nesta cidade dos campeões que
devem ser mais divulgados  a bem da comunidade.

Para terminar, não podia deixar de agradecer os amigos e amigas ,especialmente Any de Julieta, pela sua amabilidade e cooperação dispensada e
tambem a satisfação  de ver uma amiga depois de passar trinta anos graças a emigração ou melhor por culpa da Emigração.

J. F.
Randolph USA
23 Junho 2014
www.topicos123.com
                               4 & 5 DE JULHO USA – CAPE VERDE, INDEPENDENCIA NACIONAL

INDEPENDENCIA significa liberdade, auto-determinação, autonomia etc mas, como tudo na vida é relativo, estar livre ou independente não significa que a
liberdade exist sem condicionalismos naturais e humanas.

O quatro e o cinco de Julho, são duas datas memóraveis para os USA e Cabo Verde, dois Povos, duas Nações,  separadas por dois continentes entre mar
e o ceu onde a distancia já nao é fáctor determinante de união.

Quatro de Julho, independência dos USA, pode se mesmo dizer, trouxe uma nova ordem  para o Mundo e esperança para toda Humanidade onde a
liberdade apesar dos condicionalismos, continua existindo duma maneira impar mas, com muitas repercursões positivas globais.  

A questão da Liberdade, continua e continurá sendo debatida pela sociedade e pelos politicos - talvés ilusoriamente - nos bastidores politicos onde a
solução continua parecendo cada vez mais distante muitas vezes dependendo da convição ou fé de cada um.

Fronteiras, ideologias,  crises, segurancas, interesses, trabalho e votos, são palavras de renome que intercalam bem na boca dos políticos ou mandantes
mas,    os resultados mesmo previsiveis ou imprevisiveis, resultam contrárias as expectativas e  mesmo catastróficos para a sociedade como tem sido
durante séculos e séculos.

O Presidente Obama, referindo a esta incognita, declarou recentemente qualquer coisa como  calamidade Humana, relacionado com o problema
fronteiriço dos USA e vizinhos, onde de momento, cerca de mais de cinquenta mil crianças foram praticamente abandonadas e albergadas sem as
mínimas condições de uma sobrevivencia condigna, deixadas a merece da sorte  e com um futuro incerto sem saberem se vão ficar ou retornar ao país de
origem.

O caso destas crianças de um ponto de vista humano, é complicado e muito sensível, resultado de uma  política desconcertada dos USA e especialmente
dos paises fronteiriços que vem arrastando durante muito tempo em consequencia de decisões erradas que servem interesses camuflados e que os
politicos ainda não solucionaram.

A fronteira na parte Sul dos USA, é extremamente extenso  dificil de controlar;  durante bastante anos tem sido praticamente aberto; muitas pessoas
perdem a vida ao tentarem passar, a segurança e o  controle é mesmo um dilema social que afecta todos os paises envolvidos.

USA, um país de emigrantes como se costuma dizer, com um grande problema emigratório onde cerca de mais de onze milhões de indocumentados
estão a espera de decisões políticas para uma regulamentação civica legal que possa lhes trazer mais integração e esperança para uma vivência digna
nesta terra de promessa e liberdade.

O chamado Poder Executivo ou Presidencial, algumas vezes usados pelos presidentes   como o que o Presidente Obama, alegadamente quer fazer a favor
dos chamados indocumentados nos USA, está sendo visto pelos Republicanos como uma transgressão ilegal da Lei onde provavelmente o Supremo
Tribunal, poderá pronunciar de uma maneira ou outra.

Para satisfazer todos os lados, o Presidente Obama, disse que vai dirigir uma grande parte dos recursos governamentais dos USA para reforçar a fronteira,
esperando assim, cumprir o muitas veses prometido a legalização dos emigrantes que estao a viver na sombra durante muitos anos neste grande país.

O fenómeno da emigração é global, humano, existe em todas as partes do Mundo, nenhum país por mais bom que a sua política ou governo é, se não tiver
controle ou segurança da sua fronteira está sugeito a graves dores de cabeça.

Em Cabo Verde, 5 de Julho, é uma data também mesmo especial, Dia da Independência, celebrada nas últimas três décadas de uma maneira digna de
um Povo lutador e emigratório com uma emigração necessária onde a maioria dos emigrantes tentam conservar sempre aquele elo cultural de nunca
esquecer suas raizes na esperança de uma melhor continuação e de uma união mais saudável entre todos os seus filhos e filhas.

Feliz Dia de Independencia para os USA e Cape Verde.
J. F.-- Randolph MA --- www.topicos123.com ---5/7/2014
6 Jan 2015
                                                                       TEMPO E ESPAÇO
No calendario da vida, os segundos, os minutos, as semanas, os meses os anos e para não dizer séculos ou milénios, as etapas ou eventos da vivência
são bem marcadas; em geral para muitos o tempo é a essência da vida e congela-la é praticamente impossivel.
Durante as etapas, as celebrações de alegrias ou tristezas, vão de mãos dadas mas paralelamente opostas; a melhor maneira de enfrenta-las seria
prosseguir sempre.

No espaço que vivemos com as suas dimensões visíveis há lugares para todos mas, muitas vezes não damos conta disso e fica mesmo imperceptivel a
nossa percepção, talvez o factor principal seja a nossa curta existencia ou a hegemonia de estar sempre pendente a uma segurança fiticia que infelismente
não finta a realidade.
8 Jan 2015
                                                                                                                          
COMUNIDADE

Uma comunidade diversificada, informada e coesa traz sempre benefício a todos que nela habita.
A diversidade cultural deve mostrar maturidade numa comunidade e um certo grau de desenvolvimento social onde as pessoas são self-conscientes das
suas responsabilidades de participacao.
Para se poder atingir a maturidade cultural na comunidade é preciso ter a educação, sensibilidade, ponderação e entendimento mútuo, separando
interesses pessoais, religiosos ou políticos onde cada individuo deve exercer o seu livre direito de escolher e estar em confirmidade consigo mesmo e com
os outros.
As associações sociais ou culturais comunitárias sempre devem ter o propósito de fazer um trabalho da comunidade e para comunidade sem ter influência
politico-partidária que na maioria das vezes polarizam as pessoas de uma maneira ou outra criando assim menos incentivo de participação; o melhor seria,
mais envolvimento comunitário.
20 Nov 2013
                      MPD USA QUAL É A SOLUÇÃO?…

No periodo pré-independência de Cabo Verde, nos EUA, havia um movimento político Cabo-verdiano consciente das Lutas Africanas de Libertação
onde a comunidade sempre  inteirava  curiosamente sobre o desenrrolar daqueles grandes acontecimentos que estava mesmo iluminando e
transformando o Mundo,que mais tarde resultou na libertação nacional dos países colonizados.

Naquele tempo, a emigração criola para os EUA, tinha um fluxo muito reduzido mas mesmo assim, muitos emigrantes inteiravam, contribuiram e
participavam de alguma maneira no desenrrolar dos acontecimentos politicos  principalmente os que vinham de Dakar Senegal, Portugal, Cabo Verde e
outras partes que traziam noticias do desenvolvimento deste dilema humana e politica que a Africa estava enfrentando.

Cabo Verde, depois da época pós-independência a emigração para os  EUA viu de noite para dia um aumento extraordinario com a implantação da
Embaixada Americana na cidade da Praia, Cabo Verde, criando assim aos Cabo-verdianos um grande fluxo emigratório e novas oportunidades nos
EUA.

A emigração do final da dácada de setenta, entrando nos anos oitenta,  foi um pouco diferente comparada com os anos anteriores principalmente entre
os jóvens que já vinham ou estavam mais assimilados culturalmente e politicamente, devido a escolarização acelerada que acontecia em Cabo Verde.

Nos EUA, por muitos anos o partido político PAICV e seus membros, aproveitaram para fazerem um bom trabalho politico dentro da comunidade que
veio a resultar numa supremacia politica na eleição de dois dos seus deputados sucessivamente, originando assim uma vantagem nas urnas sobre o
partido politico MPD.

Segundo muitos indicativos este trabalho politico não foi fácil apesar de que o terreno estava fertile.
Por outro lado o partido MPD, nos EUA, desde o início quis colmatar a brecha politica que encontrou no periodo desta tranformação politica na
comunidade mas, teve que esperar largo tempo para conseguir eleger o seu primeiro Deputado nestas regiões  apesar de ter sempre procurado dar
volta ao seu esquema politico  para atingir este objectivo ou seja eleger um Deputado e Representante em Cabo Verde .
Sem excepção a regra, todos os partidos politicos, sofrem de letargia politica e até mesmo conflitos internos que em muitos casos atrasam seus
desenvolvimentos dentro da comunidade, dando sinais politicos a mesma que algo precisa ser corregido.

Nos últimos tempos e referenciando esta mesma ordem de ideias ou seja os políticos da comunidade, nos Ventoinhas ,MPD-USA, estão dando
precisamente foco a este dilema politico onde os ventos internos politicos nesta organização politica, está soprando um pouco a mais.
Uma cabeça fria pode pensar mais claramente e evitar efeitos colaterais negativos que quando postos na balança pesa mesmo a mais.
A ganancia do poder é um fenómeno constante em muitos politicos, o que devem lembrar é que a diplomacia de saber aceitar opiniões, pode significar
muito para chegar a um bom concenso ou a um resultado positivo.

MPD USA QUAL É A SOLUÇÃO?…esta é a importante pergunta para os militantes do MPD/USA, mas, sem estar de um lado ou de outro, a solução certa
deve-devia ser um veredícto democrático e não político.
J F.  Randolph MA     20 Novembro 2013
2 Mar 2015
                                                        Primavera a porta nos USA

Primeiro dia de Marco 2015, a Primavera esta a chegar e esta noite mais uma carga branca da neve vai cair mas como sempre.tem sido habito, isso ja
nao eh novidade para ninguem.

Os meterelogistas nestas parangens dos USA estao mesmo excitados, para alem de garantirem o emprego estao preparando para darem a noticia do
novo record da quantidade da neve que caiu ou vai cair este ano ultrapassando todas espectativas esperadas.
Neste assunto muitos deles falharam mesmos porque nao preveram esta catastrofe branca que esta causando enormes estragos inclusive perdas de
muitas vidas.

O sistema rapido ferroviario do estado de MA ficou de pernas para o ar com a demissao do GM que disse que ja previa este discarrilamento mas, nada
fez para evitar o disfuncionamento do sistema que obrigou as pessoas a procurarem varias alternativas de transportes e outros a perderem empregos.
O Governador, aceitou o pedido de saida da GM do sistema que devia estar a ganhar anualmente cerca de meio milhao mas, sabe que as coisas vao
piorar antes de melhorar.

Esta catastrofe natuaral da neve continua ter enormes proporcoes, muitos tetos das casas das pessoas e negocios estao a cair ou fulupar, criando
trabalhos para os mais destemidos do tempo que estao a dar conta do recado.
Por outro lado, o problema emigratirio dos USA entrou em outra fase, pondo os tribunais a trabalharem mais e os politicos a travar uma luta titanica de
quem vai fazer melhor e consequentemente entrar na Casa Branca.
O Congresso controlado pelos Republicanos quase enforcaram o Governo, recusando financiamentoa os gastos pondo mesmo em algum perigo a
seguranca deste pais.

Com um anonimato para Obama para cooperar e retroceder na politica de seguranca medica e emigratoria deste pais a escassas horas de terminar o
prazo resolveram dar o OK evitando o shutdown governamental mas ja prometerem voltar a carga se nao houver mutuo entendimento politico.
Numa entrevista a uma rede de TV latina o Telemundo, Presidente Obama respondeu a uma pergunta chave da sua campanha politica emigratoria que
muitos ja sabiam e outros nao entenderam.

Perguntado pela audiencia porque ele, Obama nao resolveu o problema quando estava em controlo do Congresso a resposta foi que na altura, os USA
e o Mundo estavam em decadencia financeira e isso impediu lhe de solucionar o dilema.

Os politicos navegam no mar da astucidade e quando falem ultrapassam os bons advogados.

Primavera esta chegando as arvores e as plantas estao enterradas na neve e as flores este ano vao ter que esperar ate esquentarem as raizes.
No meu quintal, talvez precisa de um barco quebra neve, o meu amigo perguntou quando vai fazer a heira para semear e plantar mas pelos vistos a
azagua vai ser mais tarde este ano. Quem sabe, do zero grau negativo a 100 positivo,tudo leva a crer que a mae Natureza vai tomar conta da situacao.
Neve branca ou nao, este ano estamos bem no Polo Norte.
J. F.