OPTIMISMO NA VIDA - IDOSO ou VELHO ?  
IDOSO ou VELHO ?    






Você acha que é a mesma coisa? Então vejamos o
depoimento de
um idoso de 80 anos.

Idosa é uma pessoa que tem muita idade, Velha é a
pessoa que
perdeu a jovialidade.
Você é idoso quando sonha - é Velho quando
apenas dorme , é idoso quando ainda aprende, é
Velho quando já nem    ensina.  
Aprenda
mais...
Samuel
UM LUGAR  DA COMUNIDADE E PARA COMUNIDADE
A MULHER DE "FIGUEIRA PAVÃO"




Desembarcámos no aeroporto do Sal com atraso.
Aquele corre-corre para o check-in e éramos os
últimos
passageiros que
faltavam para entrar na sala de embarque.
Sentada numa cadeira vi uma senhora
aparentando os seus
setenta e cinco anos. Tinha todo o somático da
minha ilha....
Leia mais
Ao belo ser, à mulher, à boa esposa e
companheira…

G raciete, coração meu

R ainha e mãe do meu

A mor, da minha felicidade, meu

C onforto, por ti a Deus meu

I mploro do fundo do coração meu,

E steada sejas por Ele e que este apelo meu

T enha Nele eco e tenhas toda a saúde, meu

E ssencial bem, fonte do viver e sentir meu...  Leia mais...
Jose Pedro
         LEMBRANDO PADRE PAULINO




Oriundo da Ilha Brava Padre Paulino foi ordenado
padre na Ordem dos Capuchinhos em 1973 pelo
extinto Bispo de Cabo Verde Dom Jose Colaço.
Trabalhou em muitas ilhas de Cabo Verde sempre
com o seu caracteristico style: entender, explicar
e aconselhar, deixado todos com uma...
Leia
mais...
ALGUMAS FIGURAS DE SANTA CATARINA DO
FOGO





encontrei o Anibal Alves, mais conhecido por Nhô
Tónéco, comerciante do Fonte Aleixo de Santa Catarina,
do Fogo. Após os cumprimentos, e um curto diálogo
como que, de aquecimento, ele pegou, com paixão, a
descrever as fronteiras do nóvel Concelho de Santa
Catarina dizendo, que do lado da Baleia as duas pontes
( Scoral e Ribeira Nha Lena) aí construidas são de Santa
Catarina e, do lado do Saltos, o “madjôn”....
Leia mais...
A Freira e o Taxista
Um desejo insatisfeito ou inesperado
HOMENAGEM JUSTA




Também precisamente neste dia a nossa comunidade nos USA,
homenageou o
Deputado,Senhor Alberto Alves, mais conhecido por Neves,  que
representa a
comunidade   no Parlamento Caboverdiano para o circulo das
Americas.

Veja mais....
INTERESSANTE!
SABIA QUE O NOME MAIS USADO NO MUNDO CHAMA-SE  
MOHAMED?
Sim,  verdade que sim.
Vlademiro, Homem da Cultura Tradicional do Fogo




Como homem da Cultura Tradicional ligado às festas de Romaria na ilha, com
incidência nas de São Filipe, Vlademiro iniciou a sua carreira como tamboreiro aos 19
anos como aluno e admirador do tamboreiro mestre - Alexandre Andrade (1906-1984).
Hoje, apesar de introduzir novos toques e estilos próprios, Vlademiro continua a
praticar os toques criados e desenvolvidos pelo seu mestre, Tchitchiti, que são
conhecidos, genericamente, por “briais” (“brial”, no singular): o “brial” do almoço dos
cavaleiros, o “brial” das corridas de perícia, o “brial” das cavalhadas, da tomada de
bandeira etc. Apesar...  
Veja mais....
PRIMEIRO CARRO NA ILHA DO FOGO





A foto  mostra  o primeiro automóvel  que foi usado na ilha do
Fogo, aconteceu entre os anos de 1931-1932, conforme uma
fonte credível.  
O dono era o Sr. Joaquim Botelho da Costa Monteiro de Macedo,
mais conhecido por (Nho Botedjo).  
O carro era um Ford T e conforme a sua aparencia na foto,  
estaria em excelentes condições para navegar nas
rudimentares estradas da ilha do Vulcao de entao.  

Segundo a mesma fonte,  o Sr. Joaquim Botelho da Costa
Monteiro de Macedo foi o primeiro Engenheiro electrotécnico
Caboverdiano  È avô do Zeca Macedo, advogado que vive nos
Estados Unidos e casado Com Goretti Pontes.
A ilha do Fogo tem uma cultura rica, interessante, e histórica
que deve unir cada vez mais os      Foguenses e
consequentemente  servindo para fortificar a morabeza entre
todos os Caboverdianos.

Devia ser mesmo sensacional para muita gente  ver de perto
esta viatura e a ingenuidade humana, revolucionando   a
maneira de se fazer transportar.   

Lembro me dum episodio que li numa revista americana, quando
uma familia sentado a descansar na porta da casa e a
presenciar o monstro mecanico, (carro),  e o marido a dizer à
esposa: vai para dentro e vou apanhar a espingarda para parar
este monstro que está caminhado por si proprio.


Quinquim - Abril 24, 2009
Ninguém consegue aprender línguas como os
recém-nascidos
Quanto mais cedo se aprende uma língua,
melhor



Entre os humanos são eles que possuem a maior
facilidade para aprender línguas, mesmo sem conseguir
formar uma frase. A lingüista e psicóloga Angela
Friederici explica a genialidade lingüística dos
recém-nascidos.

Leia mais...

July 5, 2009
Julho 5, 2010



Candida M. Fontes, 1907 - 2009
De todas as palavras inventadas pelo Homem na lingauagem,  a
palavra mãe, deve ser a mais natural, a mais igual,  e a mais
amada em todas as  linguas e em todas as comunidades.
O amor duma mãe é naturalmente  incondicional, pode se dizer
figurativamente falando, é mesmo perfeito.
Quando perdemos a nossa  mãe algo de nós   vai com ela para
sempre, cria se  um espaço vazio que jamais será preenchido;
mas mesmo assim, procuramos neste mesmo espaço algo
invisível que nos  guia na caminhada desta  vida.
Para todas as mães que já partiram deste mundo material, votos
de um eterno descanso.
Obrigado mãe!
       HERANÇA PREJUDICIAL




A herança prejudicial que herdamos, dignifica
somente uma ínfima parte da força humana da nossa
produção, deixando,  esquecendo, e
marginilizando   socialmente    e economicamente a
outra parte.
Na citada familia Baptista, os dois filhos do casal
Zuzuca e Mimoso, tiveram a sorte de ...
Sensibiliza mais...
Foto Amelia Monteiro
Quinquim
Lacuna Musical na nossa Comunidade



Falar de Ivo Pires não é dificil porque ele tinha uma personalidade
serena e amiga    que dava mesmo vontade de dialogar.
Nascido na ilha das Flores,  ou seja Brava,  Cabo Verde, emigrou-se
muito cedo para os USA onde veio  trazer à comunidade a morabeza
Caboverdiana transmitida principalmente na sua música, nas
mornas e coladeiras .
A nossa comunidade perdeu um grande homem de cultura,  
deixando um vazio que vai ser mesmo difícil de substituir.
O amigo Ivo desde criança manifestou-se naturalmente pela arte da
música, cultivando e aprendendo com os mais velhos, e por si
próprio os enigmas dos sons  projectando – o  numa carreira que
mais tarde lhe daria o merecido reconhecimento no vasto campo
desta arte  que a todos fascina   e que   chamamos música.
Quinquim
Randolph 25/3/2009
Oct 21, 2010
           VIDA & SUICÍDIO
Uma grande parte da nossa sociedade - estou referenciando nós, os
Cabo-verdianos,  não damos muita importáncia à saúde mental e isto
prejudica muito e de muitas maneiras. Existe um taboo negativo e
persistente que precisa de  ser debatido e esclarecido melhor pelos
professionais da saude, pela comunidade e pelo governo a respeito
deste importante tema, que é a saúde mental, porque não é só um
problema  individual ou familiar  mas sim, da comunidade e do governo   
duma maneira ou outra. Infelizmente e segundo alguns professionais de
saude,  Cabo-Verde ainda não tem um base de dados ou estatistca
oficial nacional sobre a saúde mental e nem tão pouco um índece de
suicidio  entre as ilhas, ou a nivel nacional,   nenhum estudo sério foi  
feito sobre a predominancia ou causa aparente deste flagelo em
algumas comunidades e o mais pior, é ...
Veja mais...
SOCIO-CULTURAL
19 Maio 2011








IDALINA BRANDAO, uma Coladera especial
Idalina Brandao, sem dúvida é uma mulher de cultura natural e
expontânea, perguntei ela qual é a sua Coladera preferida ela respondeu
e recitou Brial com uma naturalidade própria e singular de uma pessoa
que ama a vida e cultura; apesar de  85 anos de idade  ainda lembra muito
do passado e continua  vivendo  com alegria o presente.
Natural da ilha do Fogo e conhecida por todos em Cabo Verde,  esta é a
sua segunda visita aos EUA,  ela  espera participar em alguns eventos
culturais da comunidade.   
Idalina  já visitou Portugal,  Suiça, e Alemanha onde deixou bem marcada
a morabeza cultural Cabo-verdiana especialmente da ilha do Fogo que
com a sua singela e amiga aparencia deixa a todos com grande
satisfação.
Cesária, Bo É Stréla Krióla Ki Más Ta
Brilha Sodadi
Pa Agnelo A. Montrond, USA
Cize bo é spuenti másimu di nos identidadi
La na séu bo é stréla ki más ta brilha sodadi y unidadi
La na mar bo é Miss Perfumadu di Nos Lingua ki bu bira grandi
//
Bu partida é un dór prufundu na kurason di nos kultura
Porton di paraízu di nos múzika dja abri pa resebe es nos maiór
enbaxadora
Cize, bo é vós di puezia ki ta rima ku Mindélu -  txon, di bu kunfiansa ki
tantu bu adora
Oji bo é Santa Diva di pé diskalsu, Sol Krióla la na altura
//
Cize, bu silénsiu é mórna sabi na nos mimória
Bo ki po nos Kriolu la riba sénpri ta sunha ku vitória
Liberdadi, morabéza, y prugrésu é pétalas di flor ki ta enfeita kriolidadi
na bu glória
//
Cize, agóra ki bu ta odja Kabuverdi la di altu
Kanta nos unidadi en inu na Barlavéntu
Regresa pa nos bérsu Kabuverdi
É sina  di Krióla di sertéza, di prinsípiu ti fin di idadi
//
Cesária, bo é Grandi
Nous t’aimons beaucoup
Itérnu diskansu pa bu alma,
aamontrond@yahoo.com
http://alupeckatentadju.blogspot.com
6 Abril 2012
                                               FELIZ PÁSCOA A TODOS

A Páscoa para os cristãos, tem um grande significado religioso porque, é lembrado a morte e ressureição do Sr. Jesus
Cristo filho de Deus, estes dois grandes acontecimentos que transcende em muitos aspectos a explicação cientifica
ou crença.


Para os que acreditam de outra maneira ou também para os aparentemente que não são religiosos esta quadra
religiosa, pode não ter o mesmo fundamental significado mas como é logico,  relaciona se de alguma maneira porque
todos estão sujeitos a estes parâmetros da vida, que é nascer, viver, morrer e transformar depois da morte, um
fenómeno que tem o mesmo comum denominador entre todos os viventes.  Jesus Cristo, disse para perdoar sempre e
explicou que se teu irmao pecar contra te para perdoares setenta vezes sete e nao sete ou uma só véz se, queres
herdar o reino da salvação . Você que de alguma maneira frequenta a igreja, você que espera sempre ser perdoado,
reconcilia primeiro contigo  mesmo, ponha a humildade na sua vida, lembra do momento que tiveste algum negativo
pensamento e que ofendeste alguma pessoa, ou do momento que de algum modo alguém te ofendeu, toma a decisao
de perdoar ou pedir perdao e reconciliar contigo mesmo e com o teu próximo ou mesmo com o teu distante adversário.


Uma das coisas que ás vezes esquecemos e que todos nós temos,  é o poder de imaginação que é dado pelo Criador
ou pela Natureza,  este poder ultrapassa a qualquer control externo; o que imaginamos positivamente ajuda se a
transformar as coisas ao nosso redor.  O amor, a fé, esperança, amizade, caridade, paciência, entendimento, ajuda ou
cooperação, alegria, respeito, mansidão, camaradagem, obidiencia, humlidade, entendimento e ponderação, são
palavras sublimes que devem nortear nossas decisões quando relacionamos com os nossos próximos ou connosco
mesmo.
Uma feliz Páscoa a todos.


Joaquim Fontes Randolph MA EUA

7 Agosto 2012

VILA DE PLYMOUTH, NO TEMPO NO ESPAÇO E NA
HISTÓRIA

A história é feita de feitos, ocorrências, detalhes e sobretudo gentes.  
No Estado de Massachusetts, na Nova Inglaterra, EUA, mais precisamente no  Concelho de Plymouth, pode se sentir mesmo a transcendência espiritual
e histórica desta localidade que, continua sendo um local de veneração, meditação e sentimento entre todos que passam por lá onde há mais de
quatrocentos anos passados duas culturas praticamente fundiram num relacionamento necessário para uma sobrevivência mútua.

A Vila de Plymouth, é um sinal de grande referência na historia dos Estados Unidos de America e não só, é uma das localidades mais procuradas entre
os visitantes ou turistas de todo mundo devido ao seu valor no contexto histórico e da liberdade entre as nações.
Situado cerca de 64 kilómetros e a uns quarenta minutos de carro da cidade de Boston, esta localidade, ficou nos anais da narração historica como
sendo um símblo de liberdade e cooperação social entre dois povos de culturas diferentes mas, não obstante as diferenças praticamente, ajudaram a
forjar uma civilização.

Tudo aconteceu nos anos de 1620 quando vieram de Inglaterra alguns idivíduos aventureiros denominados por muitos como os Out Laws - Fóra da Lei
ou mesmo os fugitivos mas, mais apropriadamente como os peregrinos que aventuram através do Oceano Atlántico para escaparem a perseguição e
chegarem a um novo continente onde encontraram uma outra cultura dita indígena a dos Indios que ofereceram lhes uma cordial e pacífica recepção.

Os peregrinos viajaram num navio chamado May Flower – Flor de Maio que, é agora considerado uma relíquia histórica universal dos EUA e que foi
preservado e remodelado nos tempos. Quando ancoraram e saltaram para terra pisaram pela primeira véz o solo Americano e segundo diz a lenda, era
um grande penedo que mais tarde veio a ser chamado de Plymouth Rock – Pedra de Plymouth, que veio a ficar como um símblo maximo desta grande
odisseia atlántica.

Aproveita quando tiver opurtunidade, ou da proxima vez que passar por estas paragens de visitar esta dislumbrante e histórica localidade e inteirar
muito mais de como tudo originou para que tenha uma auténtica e real observação dos fáctos ocorridos.  
 Veja mais
Joaquim Fontes - 7 Agosto 2012   
April 23, 2013
CELEBRATING THE 50th
YEAR OF MARRIAGE
Congratulation is the appropriate word to
Domingos Andrade & Maria Antonieta
Andrade, both familiarly known as Domingos &
Chamulu.
They say: When life gives you lemons,  make
lemonade.
Faith, Hope, Friendship and above all, Love,  
are words that can describe very well  the life
of Domingos & Chamulu,  which reflects in
every way thru the family and friends.
Faith, gave them the assurance and desire to
go further.
Love, they are an example to follow.
Hope, gave them the incentive of certainty that
it is possible to accomplish their life’s plan.
Friendship, they were born to understand, to
give, to love and specially to care about the
family, friends  and the community, because
they know family and community, are the
foundation and the purpose of life  and without
them it  would be different.  
Read more
         DIA DA MÃE
5-13-2001
HOJE, O SOL BRILHA -COM RAIOS DE OIRO -E A NOITE ESTÁ VESTIDA -  COM LUAR EMANANDO RAIOS DE PRATA

OS PASSARINHOS CANTAM - MAIS DOCE -AS FLORES SÃO MAIS LINDAS -DERRAMANDO -O PERFUME DE AMOR,

E A NATUREZA EM PESO -CELEBRANDO -O DIA DA MAE.

O SOL DEVERIA BRILHAR -ASSIM, TODOS OS DIAS -E O LUAR DEVERIA FICAR -PERMANENTEMENTE
A NAMORAR A TERRA…

HA BEIJOS E TERNURA -PRESENTES E ALEGRIA -TAMBÉM MÁGOA E LAGRIMAS - PARA AQUELES QUE JÁ
NÃO TEM A MÃE -PARA BRINDAR COM ELA -NESTE DIA DA MÃE.

A MÃE RECORDADA -COM TANTAS SAUDADES -E ECHORADA COM DORES
DO TAMANHO DO MUNDO

Por: Anibal A. da Silva
4 Novembro 2014
                                                       COMUNIDADE ARTISTAS E MUSICA

Cerca de duas semanas pssadas, no Portuguese National Club, a comunidade teve uma vez mais a oportunidade de ver ao vivo a sensacional artista Assol
Garcia que emocionou com a sua presença e singular voz todos os  presentes nesta noite cultural colorida onde houve disfiles de consagrados artistas da
comunidade como Pepe Bana, Quirino e muitos outros, que colaboraram nesta noite de gala proporcianada pela Assol Garcia na sua primeira apresentação do
seu show público.
A artista Assol Garcia, na sua digressão nos USA já tinha sido apresentado ao público em dois outros palcos mas, desta vez o espectáculo artistico e musical
desta grande e prometedora artista, ultrapassou todas as espectativas. Com a sua propria, vibrante e melancólica voz a audiência delirou e não parou, vivendo o
especial momento e colaborando nesta inolvidavel noite cultural.
Na música ou cultura Cabo-verdiana, uma  nova estrela musical está a despontar, o talento natural  e artístico da jovem  Assol Garcia com a sua magia e cativante
personalidade, tem grandes possibilidades de sobressair e de ir muito além no universo cultural da música criola e não só.
Apoiada e dirigida pelo seu tio Sr. Alberto Alves um compositor de alguns grandes versos musicais e coadjuvado pelo seu Director o jovem Fabio Alves, tudo leva
a crer que este team musical tem muitas chances de engradecer cada vez mais o repórtorio cultural musical de Cabo Verde.
J. F.
www.topicos123.com
Randolph USA    
                                         Caboverdiana eleita miss Teen Nova Iorque 2015

Andreia Gibau foi eleita Miss Teen Nova Iorque de 2015, no dia 29 de Março, num certame que aconteceu na cidade de Nova Iorque, Estados Unidos da América,
onde ela ganhou também o prémio de miss fotogenia.
A cabo-verdiana de 19 anos, natural de Praia, que foi ainda criança para os Estados Unidos, com 6 anos de idade, acabou sendo condecorada a mais bela Teen de
Nova Iorque, depois de suadas eliminatórias para chegar à final e vencer.
Segundo Gibau, ela não estava à espera por se tratar da sua primeira experiência num certame tão grandioso, ainda mais pelo talento e beleza das outras
candidatas que concorrem ao trono, o que deu mais brilho à sua vitória. “Eu tive um longo período de preparação, trabalhei muito para conseguir esta vitória e acho
que sou uma justa vencedora”, confessa Gibau.
Para ela esta vitória é muito importante para o futuro, já que poderá revelar-se no impulso que precisa para seguir a carreira de modelo profissional, quando terminar
o curso de Relações Públicas, especialização em moda, na Universidade de St. Jones. Andreia considera este momento de grande significado pessoal já que pode
representar a abertura de novas portas, mais oportunidades nessa área, bem como de participar em actividades de cariz social e solidário.
Ela considera este feito fruto também do forte apoio que a comunidade cabo-verdiana naquele país tem transmitido durante este percurso. “Eu nasci em Cabo Verde,
sei que os caboverdianos devem estar satisfeitos e contentes pelo apoio que ajudou-me a ganhar o concurso” reconhece e realça “eu vou tentar ser uma modelo
para inspirar as mulheres jovens a seguir essa carreira e fazê-las acreditar que é possível ser bem-sucedida.”   
A paixão de Andreia pelo mundo da moda começou desde criança e cresceu com a sua chegada aos Estados Unidos, onde teve como referência a modelo norte
americana, Tyra Banks, que serviu de fonte de inspiração. “Desde pequena tinha o sonho de ser modelo e quando cheguei aqui o sonhou continuou.”  
Segundo a nova miss Teen Nova Iorque, nos Estados Unidos teve o apoio, no início, de uma organização que prestava serviços nessa área, no colégio onde ela
estudava, e que passou muita informação sobre a vida e a carreira de modelo, o que a fez ganhar mais motivação. A partir daí Andreia interessou-se mais pela área,
tendo inclusive realizado um curso de modelo no Estado de Massachussets.
Esta não foi a primeira vez que a cabo-verdiana sente o sabor da vitória, já que antes de concorrer a Miss Teen Nova Iorque, Gibau participou e ganhou o concurso de
passagem modelo Karen Shea Back to School Fashion Show, em Massachussets, já foi finalista no concurso de miss teen Massachussets, tendo sido classificada
em sexto lugar.
Para o futuro, de acordo com a nova rainha Teen Nova Iorque, durante o reinado de um ano, planeja continuar a trabalhar com uma organização não-governamental
que ajuda pessoas com deficiência física e mental, participar em eventos de carácter comunitário, preparar para representar a cidade de Nova Iorque no concurso
nacional de Miss Teen dos Estados Unidos que irá acontecer em Julho, em Washington D.C, além de concluir o curso universitário. “Tenho o desejo e a ambição de
aproveitar todas as potencialidades e vantagens que Nova Iorque oferece nesta área, considerada a capital da moda no mundo e uma das cidades de maior prestígio
a nível mundial.”
Paulo Mendes.  
7 Fevereiro 2015
                                                             VIVER E CELEBRAR A VIDA
Durante o percurso duma vida na terra ,seja ela curta ou longa, o que mais conta para além da sua sublimidade é a mareira como ela foi vivida e a  legacia
deixada.
Depois da vida, vem o estado final que chamamos a  morte ou a transformação para um outro estágio  onde a existência ou redenção ultrapassa a nossa
percepção, por isso as nossas preocupações devem ser concentradas na vida em vez da morte.
Na nossa cultura ou na nossa comunidade as pessoas que chegaram para além da terceira idade, são como fontes de sabedoria onde todos podemos
aprender de uma forma ou outra; por em prática seu ensinamentos  enquanto é tempo, ensinando e transmitindo constantemente os bons conhecimentos
ou os exemplos daquela vivência só traria resultados positivos que ajuda a preservar uma boa continuidade.
J. F.
                                                            PULSAR DA COMUNIDADE

Valdemar Pires, o conceituado e  popular jornalista da RTC em Cabo Verde de férias  aos USA, esteve ontém a noite no Restaurante Morabeza na cidade de
Brockton num convivio cultural de apresentação a comunidade que de inicio conforme disse o jornalista Valdir Alves, foi improvisado a ultima hora mas que no
fim virou se uma autêntica festa cultural de homenagem a este grande homem de comunicação social em Cabo Verde.

Valdemar Pires, o Reporter, que cobriu in-loco a erupção vulcânica de Châ das Caldeiras que mostrou os telespectadores o outro lado da vida duma forma e de
um ponto de vista humanista, mostrando a crua realidade, misturando com as gentes que estavam aguentando na pele e na alma o sofrimento causado pela
esta horrível catástrofe natural que destruiu praticamente a maior parte da localidade de Chã das Caldeiras, deixando cerca de mais de mil pessoas
desalojadas a viveram ao ar livre sem as minimas condições de hygiene ou saude que até esta data continuam com o prognóstico reservado, relativamente
falando.
No convio cultural de ontém em honra e homenagem a Valdemar Pires, estiveram presentes para além da sua familia, o deputado Moises Rodrigues, da cidade
de Brockton, membros da Associação Projecto Santa Catarina Fogo-USA, muitos conceituados artistas musicais como Quirino do Canto, Lutchinha, o autor da
música Fidjo Fe di Mama e muitas outras individualides da comunidade, amigo/as. etc

Durante a apresentação por Valdir Alves de Valdemar Pires áudiência o momento mais culminante foi quando o deputado da cidade de Brockton, Moises
Rodrigues, entregou um certificado oficial da cidade dos campeoes, passado por Mayor Carpenter, ao jornalista Valdemar Pires, condecorando lhe pelo
excelente trabalho que tem vindo a prestar a comunidade Cabo-verdiana.

Ao receber o certificado oficial, Valdemar mostrou se bastante emocionado pela destinção deixando cair algumas lagrimas emocionais de momento,
agradecendo a homenagem prestada.

Ao usar da palavra Valdemar, agradeceu  a todos os presentes duma maneira muito especial e a sua maneira com abraços e palavras.

Durante a sua declaração falou um pouco da sua carreira professional e os extraordinários acontecimentos resultantes da erupção vulcânica na ilha do Fogo
mais precisamente em Chã das Caldeiras que continua sendo um caso problematico que afectou e está a afectar duma forma negativa a todos os Foguenses
ou praticamente todos os Cabo-verdianos.

Durante esta sua curta viagem, Valdemar leva na bagagem apreciações positivas da comunidade prometendo mais colaboração e intercabio.
Como sempre Cabovideo esteve presente e mais informação serao dadas neste programa social da comunidade.
Votos de uma boa viagem e continuação de bom trabalho para Valdemar Pires.
J. F.
Randolph USA
www.topicos123.com
22 Maio 2015
                CABO VERDE – HOMEM - CARRO - CAVALO  E A BUROCRACIA  

O emigrante na diáspora tem sempre na mente a sua terra natal e durante os anos na emigração o seu maior sonho é voltar
novamente para viver e contribuir para a sua comunidade e seu país.

Ratchatchom ‘nome fitício’ da personagem desta verdadeira estória por sinal conhecida por muita gente, trabalhou muitos anos nos
USA; durante todo este periodo e diariamente foi para o seu trabalho. Aprendeu muito cedo a conduzir, obteve a sua licença
apesar de mal sabia assinar o seu nome; comprou um Jeep que ele sempre sonhava ter, satisfazendo seu desejo desde criança.
Aposentou depois de quarenta anos de labor, arrumou tudo o que tinha com a família e viajou de regresso para a sua adorada
cidade de São Filipe na ilha do Fogo, Cabo Verde.

Ratchatchom, quando estava nos USA gostava de conduzir automóveis principalmente jeeps um sonho que tinha desde criança.
Toda gente sabe que manejar um carro na terra do Tio Sam é pura necessidade e para muitas pessoas, aprender a montar ou
conduzir um cavalo ou um burro e mesmo um camelo é muito mais dificil do que tirar uma licença de condução.   Adquerir uma carta
de conduzir automóveis ligeiros nos USA é mesmo facilitado  sem muita   burocracia o que era mesmo de esperar, tendo em conta
a imprescindível necessidade que este meio de transporte exige para o desenvolvimento social e economico deste grande país.

Ratchatchom, depois de desembarcar no único aeroporto a funcionar na ilha do Fogo na  cosmopolita cidade de São Filipe com a
sua familiia, instalou se rapidamente na sua nova vivenda com o seu espirito de emigrante e logo adaptou as novas circunstâncias
familiarizando com as gentes, amigos e a comunidade em geral, esperando anciosamente a chegada do seu novo Jeep, um último
modelo da fábrica.

Passando alguns dias o barco cargueiro aportou no porto de Vale dos Cavaleiros e nesta noite Ratchatchom praticamente não
dormiu nada, levantou de madrugada e foi para o porto esperar o desembarque do seu Jeep para ser despachado e depois
estreado e conduzir, passear pelas ruas da cidade e chegar a casa buzinando e parar na sua porta da casa.
No porto de Vale dos Cavaleiros e debaixo de um sol ardente as horas pareciam não passar mas, para Ratchatchom isto não
significava nada, lembrando as congeladas temperaturas que tinha deixado nos estates que rachava mesmo a pele.

De repente ele viu o seu Jeep na terra firme, comecou logo a indagar e informar sobre o processo de despacho que ele veio a
saber que iria demorar alguns dias; ficou um pouco preocupado porque já era de noite, resolveu tomar um taxi para ir a casa onde
encontrou a familia esperando com espectativa.
Ao passar os dias, o nosso interlocutor, logicamente preocupado e chatiado com toda burocracia existente e que estava
experimentando na sua própria pele relativo aos serviços oficias alfandegarios, lembrou de um outro amigo seu que tinha levado
um automóvel de luxo mas que não conseguiu despachar porque as despesas que cobraram ultrapassou o valor do veículo mas,
tranquilamente ele pensou e disse: comigo isso não vai passar; depois de uma semana de espera e graças a Deus, Ratchatchou
recebeu o seu Jeep de cor vermelha que ele teve o cuidado de dar um bom banho antes de arrancar para a casa.

Uma  vez em casa, o nosso protagonista quase não dormiu durante a noite e isso deixou a sua esposa preocupada  com o que
estava a passar com a tranquilidade do marido e indagou e ficou a saber que não era nada grave e nao tinha a haver nada com a
sexualidade mas, meramente o Jeep que estava na espectativa de tudo isso.

Atempadamente Ratchatchom, levantou muito cedo encontrou a sua esposa esperando a mesa para tomarem o desejum de manhã
ao ar fresco do ambiente propício de São Filipe.   
Com ar sorridente de alegria Ratchatchom, meteu a chave na ignição do seu novo Jeep e comecou a seguir devagarinho muito
atento ao caminho contemplando o ambiente matinal da cidade; ao passar numa rua estreita viu sentada uma amiga de longos
anos, parou, saudou e ficou a falar um pouco e depois seguiu o seu passeio e ao virar numa esquina viu um agente da polícia a
contemplar mais o ceu e o sol mas, o reflexo da cor vermelha do Jeep atraiu a sua atenção e fez sinal para parar.

Ratchatchom, baixou o vidro lentamente para não deixar entrar o ar quente dentro do carro de seguida, cumprimentou o agente
policial que mais parecia um  jovem devido a aparencia e estrutura física. O agente logo pediu lhe para ele mostrar a carta de
condução e sem esperar entregou o Driver License e o agente disse sarcasticamente: este não serve aqui. Ratchatchom,
indignado procurou informar e disse, olha já tenho mais de quarenta anos a conduzir sem qualquer accidente… Sem deixar
terminar o policia disse, olha vai agora mesmo para casa se não vai levar uma multa de dez mil escudos e se tornar a fazer isso
cada vez que sair com o carro sem licença vai pagar dez mil escudos.   

Ratchatchom muito surpreso chatiado e indignado com o que acabou de ouvir, disse para o agente: por isso que esta terra ainda
está desta maneira mas, amanha estarei aqui outra vez para te dar uma boa lição.

No outro dia na mesma hora e local, apareceu Ratchatchom vestido de um fato azul engravatado de vermelho, montado num cavalo
branco e sem saudar o agente policial disse para ele, agora vai multar me dez mil escudos cada vez que uso o meu cavalo para
passear se nao tem outra maneira de arranjar dinheiro vai ensinar a pescar ou vai deitar na areia e tomar sol e deixa de chatiar as
gentes.

Esta estória ou conto, é somente uma amostra dos serviços governanmetais burocráticos em Cabo Verde que ainda não está
servindo a comunidade de acordo com as leis vigentes e mais deve ser feito para que haja um melhor relacionamento no sentido
de um melhor atendimento e muito mais eficás e sem apadrinhamento baseada em interesses pessoais, na cor política ou genero.
J. F.
25/06/2017
 PARA PONDERAR E DIVIRTIR NESTE FIM DE SEMANA QUE ESTA FINDANDO
                                  Andreia Gibau sorri e faz sorrir Massachusetts e Cabo Verde

O concurso de Miss Earth USA 2017 inter estados decorreu, este fim de semana, nos dias 4 e 5 Agosto, na capital Norte Americana
Washinghton DC do qual teve representantes dos 47 estados, mas foi Andreia Gibau representante de Massachusetts e de origem
cabo-verdiana quem convenceu o júri e levou a Coroa para casa na presença de muitos familiares e amigos, além de claque ruidosa
que também marcou presença na plateia. Para além da Coroa, ela ganhou o prémio do melhor traje de gala e a de melhor desfile de
modelo, usando o fato de banho.


Depois de uma intensa campanha online, algumas semanas antes do concurso em que levou Andreia Gibau a ser ainda mais
conhecida pelas fotos nas redes sociais, ela teve a infelicidade de perder muitos votos online devido ao Sistema informático que
impediu que muitos caboverdianos votassem nela pelo concurso Cover Girl Magazine.

Andreia Gibau aproveita a oportunidade para agradecer a todos que fizeram um esforço para votarem nela, incluindo os que não
conseguiram. Ela não ganhou Cover Girl Magazine que dependia da votação online, mas o talento, a beleza, a inteligência e um
projecto que exige ter um coração aberto para ajudar os que necessitam, incluindo a educação ambiental são atributos que
convenceram o júri, que reconheceu e elegeu Andreia Gibau a grande campeã, ganhando a coroa que tem mais peso, a de Miss
Earth United State of América, que vem enriquecer o seu palmarés, que agora se contabiliza em 4 coroas: Miss Teen New work 2015,
Miss Teen USA 2015 , Miss Earth Massachusetts United States 2017 e Miss Earth USA 2017.

Andreia Gibau emigrou com os pais para os Estados Unidos quando tinha 6 anos de idade. Desde criança, com 5 anos de idade,
fazia passagem de modelo num jeito de brincadeira, mostrando à família a sua vocação natural de ser modelo. Residiu e fez os seus
estudos na cidade de Brockton, em seguida foi estudar Relações Públicas e moda em Nova York, tendo graduado em 2017.

Andreia Gibau depois de ter adquirido o título de Miss Earth USA 2017 tem uma vasta agenda pela frente, do qual inclui uma viagem a
Porto Rico em breve. A coroada a MISS Earth USA 2017 pretende cumprir o reinado dela, exercendo actividades em todos os
estados americanos e em Novembro representará os Estados Unidos numa competição internacional nas Filipinas.

Andreia Gibau, enquanto Cabo-verdiana, abraça Cabo Verde – “Badiu ku Sampadjudo” e leva aonde quer que vá a identidade e a
cultura do país que a viu nascer, Cabo Verde, e não se esquece dos Estados Unidos, país o qual ela representa e que soube explorar
o seu talento e a sua vocação.


Euclides Gibau


                                                








                                   UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO DE 2017 PARA TODOS

                                                           NFORMAÇÃO PARA A COMUNIDADE

Todos os anos nesta quadra duma maneira ou outra a comunidade participa, lembrando o nascimento do Senhor Jesus Cristo e a entrada de mais
um Ano Novo em que todos esperam que seja melhor.

Como é de costume nesta quadra do ano, fui a um evento onde a diversidade cultural está bem presente, expressando, amizade, entendimento e
as diferenças tudo num espírito de boa camaradagem e harmonia.

Este evento cultural da comunidade é realizado através de muitos lugares e em especial pela agência chamada Cerebral Palsy de Massachusetts
que entre vários serviços é também uma empresa fiscal intermidiária que serve outras  agências independentes e que prestam serviços para as
pessoas com necessidades especiais fisicas ou mentais.  Estas empresas privadas praticamente existem em todos estados nos USA, ajudam as
pessoas que qualificam para obter seriviços de cuidados pessoais de saúde para viverem com certa independencia em casa em vez de irem
ficarem em instituições ou centros de acolhimentos da terceira idade.

Em Boston Massachusetts, entre outras, tem uma agência, chamada  Boston Center Independent Living (BCIL) que tem estado prestando diversos
serviços comunitarios ás pessoas necessitadas em diversas áreas tais como: transportes públicos de porta em porta, habitações,  ajudas legais e
serviços de cuidados pessoais (PCA) á comunidade por mais de trinta anos.

Em Brockton Massachusetts  e em muitas outras cidades também tem uma empresa chamada Old Colony que ajuda a encontrar soluções para  
estes servicos necessários para as familias ou individuos.

Portanto se sabe de alguma família ou uma pessoa que precisa destes serviços o melhor seria informar lhes a procurar ou contactar estes centros
comunitários onde poderão serem atendidos e informados da melhor maneira.

Nunca é demais saber do seu direito e ter informação.

Mais uma vez, um Natal alegre e um feliz Ano Novo a todos com saúde e páz.

Cordialmente:

Joaquim Fontes